Comportamento

Nas entrevistas de emprego, troque clichês por essas respostas certeiras

Getty Images
Imagem: Getty Images

Gabriela Guimarães e Marina Oliveira

Colaboração para o UOL

07/08/2017 04h00

Ser autêntico e verdadeiro é o conselho que todos os especialistas em seleção dão para quem quer se destacar em entrevista de emprego. Mas, às vezes, sem perceber, já estamos distribuindo frases clichês, porque elas são a primeira coisa que vem à mente. Para impressionar, mesmo, esqueça o repertório batido e veja essas sugestões.

Por que eu deveria contratá-lo?

Resposta clichê: dizer que será dedicado, dará o seu melhor ou que tem o perfil que a empresa busca.

Melhor resposta: falar qual contribuição você dará, efetivamente, justificando com a sua experiência. Por exemplo: "Acabo de terminar um curso de gestão de pessoas, e sei que consigo liderar uma equipe para que ela se torne mais produtiva”. “Nos primeiros momentos da conversa, identifique as ‘dores’ que eles querem sanar com o preenchimento da vaga, isso vai ajudar a moldar o discurso”, diz a psicóloga especialista em gestão de pessoas, Bia Nóbrega.

Qual é a sua maior qualidade e o seu maior defeito?

Resposta clichê: recorrer a palavras da moda como “protagonismo” ou “resiliência” para se qualificar. Ou listar como diferencial o que deveria ser obrigação, como pontualidade, por exemplo. Já o defeito mais ouvido pelos entrevistadores é o “perfeccionismo”, que todo mundo sabe que nem defeito é.

Melhor resposta: diga uma qualidade que tenha a ver com a vaga e comprove com o histórico profissional. Exemplo: “Eu assumi uma cartela de clientes importantes da empresa, porque o meu atendimento é diferente, eu consigo me colocar no lugar do outro”. Já para o defeito, o melhor é indicar uma habilidade técnica que você ainda não domina, como mexer no Excel. “A empresa entende que isso pode se resolver com um curso. Um problema de comportamento, não”, diz a consultora em desenvolvimento organizacional Leylah Macluf.

Onde você se vê daqui a cinco anos?

Clichê: prever um crescimento meteórico de carreira --um analista Jr., nesse caso, se projetará gerente.

Melhor resposta: tem de considerar o perfil da empresa. “Empresas do segmento de tecnologia, normalmente, permitem crescimento mais rápido. Já no segmento bancário, o crescimento tende a ser mais conservador”, explica Fábio Nogueira, diretor da Wyzer, empresa especializada em recrutamento de executivos. O porte da companhia também conta, já que em uma empresa pequena você dificilmente virará diretor. Uma boa resposta é dizer que, em cinco anos, já gostaria de ter passado por outras áreas. Se for o caso, não tenha medo de revelar que não se vê como gestor, mas especialista na sua função.

Como você se descreve?

Clichê: sem defeitos ou erros. Ou seja, a perfeição em pessoa.

Melhor resposta: fale de um mix de aspectos que compõem a sua personalidade. É preciso dar destaque para as competências profissionais, mas também citar algum ponto que tem trabalhado para melhorar –como a dificuldade em delegar tarefas– e incluir quem você é no dia a dia. Tem filhos? Pratica esportes? Gosta de viajar? Tem algum hobby? Segundo os especialistas, o entrevistador quer conhecer a pessoa, não só o profissional.

Por que você está procurando um novo emprego?

Clichê: porque a empresa atual não oferece mais desafios.

Melhor resposta: é preciso trazer o problema para você e não reclamar do atual ou antigo empregador. Você pode dizer que busca uma empresa mais alinhada com os seus valores, que está insatisfeito com o salário ou que quer trabalhar em uma nova área/com um novo produto. “Caso tenha sido demitido, informe o contexto do setor e do mercado”, diz Fábio Nogueira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
"Fui marmita de traficante"
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
Topo