Estilo de vida

Opinião: Juízes elásticos, as mulheres precisam se proteger de vocês!

Lucas Lima/UOL
A escritora Fernanda Young Imagem: Lucas Lima/UOL

Fernanda Young*

Especial para o UOL

03/09/2017 04h00

Um juiz crê, e atesta, que não é crime um indivíduo esporrar numa mulher num ônibus. Ele realmente não vê nenhum inconveniente em um homem sentir tesão e se aliviar num local público, sobre o corpo de uma desconhecida, que foi pega de surpresa – terrível surpresa. O ejaculador é um estuprador nojento, um criminoso. E o juiz pode ser considerado seu cúmplice.

Esse tipo de cena é mais comum do que se imagina. Há um tempo atrás, pedi para que "levantassem a mão" as mulheres que já foram estupradas, no meu Instagram. Eu levantei a minha, para inspirar a coragem, e foi mesmo impressionante a quantidade de seguidoras que se confessaram vítimas.

Quantas e quantas vezes vi homens se masturbando em lugares públicos, quantas e quantas vezes fui bolinada em ônibus"

Muito recentemente, também fui agredida por um juiz, que me acusou de ser moralmente elástica, e por isso não merecer ser devidamente ressarcida pelo homem que me assediou com palavras chulas no Instagram. Sim, isso também é assédio. O juiz sugere então que o fato de eu ter posado nua tenha instigado a ser chamada de "vadia lésbica"? Ou seja, o agressor só levou um pito, pagou míseros R$ 5 mil - que não cobriu o que gastei com advogados - porque, com a minha conduta, eu suscito o "caos social".

Lucas Lima/UOL
Fernanda: "Recentemente também fui agredida por um juiz" Imagem: Lucas Lima/UOL

Juro, não pensava que, em plenos 2017, ainda veríamos homens agindo assim. Juro que sonhava com um mundo em que homens e mulheres se ocupariam com causas grandiosas e não com obviedades grosseiras.

Não, aos estupradores, aos espancadores, aos agressores, e aos juizes moralistas de "julgamento elástico". Nós iremos proteger as suas filhas, irmãs, mães e esposas de homens como vocês!

Parece estar se transformando numa modalidade nacional a Justiça achar crimes injustificáveis, normais" 

Afinal de contas, quando os governantes agem com tamanha empáfia na safadeza, qualquer um crê que passará impune a todo tipo de brutalidade, roubo, assédio, estupro. É como a nação tem sido tratada. Imaginem se não houvesse as mídias virtuais, estaríamos machucados e silenciosos.

Por isso temos que falar, e falar muito! Não somos o país do oba-oba! Chega de palhaçada! Prendam os estupradores e chega de juízes que soltem esses monstros, que logo voltam a atacar, como foi o caso do ejaculador do ônibus.

*Fernanda Young é escritora, atriz e apresentadora. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo