Estilo de vida

Mundo deve acabar na próxima semana, diz numerólogo britânico

Getty Images
O fim do mundo está próximo, de acordo com o numerólogo David Meade Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

14/09/2017 14h48

O fim do mundo está chegando — pelo menos, é o que afirma o britânico David Meade. E uma colisão de um planeta com a Terra seria o motivo da catástrofe global. Calma, não há motivo para desespero. Não é a primeira vez que esse tipo de previsão se mostra completamente furada. Pode até servir de desculpinha para fazer aquela declaração de amor ou reunir os amigos para celebrar a vida, mas nada de sair gastando mais do que pode ou mandar o chefe pra aquele lugar.

Polêmico numerólogo, Meade é autor de uma série de livros, incluindo o best-seller "Planet X: The 2017 Arrival", em que reúne dados que, segundo ele, provam que o planeta secreto Nibiru — cuja existência é negada pela NASA, vale destacar — vai se chocar com a Terra em 23 de setembro de 2017.  

Meade estudou Astronomia na Universidade de Louisville e suas pesquisas relacionam fatos científicos com a Bíblia. O numerólogo também acredita que a timeline descrita no livro para o fim do mundo bate com os seus cálculos.

Uma passagem em Isaías, capítulo 13, diz: "O dia do Senhor está chegando — um dia cruel, de fúria e raiva orgulhosa — que desolará as terras e os pecadores com elas. As estrelas do paraíso e suas constelações não mostrarão sua luz. O Sol nascente será escurecido e a Lua não nos dará seu brilho".

De acordo com David Meade, a passagem está ligada a "convergência do número 33", uma série de coincidências que incluem o número encontradas pelo autor. Ao jornal britânico "The Daily Star" no último mês, ele afirmou que "o grande eclipse americano de 21 de agosto de 2017 foi um grande precursor [do fim do mundo]". O fenômeno teria sido provocado pela aproximação de Nibiru com a Terra.

O numerólogo ainda diz que, a partir do eclipse, o Sol se tornou escuro, como Isaías previu. "A Lua [do eclipse] é chamada de Lua Negra, que acontece a cada 33 meses. O eclipse começou em Lincoln Beach, Oregon — o 33º estado americano — e termina no 33º grau de Charleston, na Carolina do Sul. Um eclipse solar assim não acontecia desde 1918, há 99 anos, isto é, 33 vezes três. 

23 de setembro de 2017 é o 33º dia após o eclipse total do Sol, o que David considera "uma profecia incrível e um sinal assustador", disse ao jornal "The Telegraph". Ele ainda cita o capítulo 12 do livro de "Revelação", em que "uma mulher vestida com o Sol, com a Lua sob seus pés e uma coroa de doze estrelas sobre sua cabeça dará luz". Na data, de acordo com David, a Lua aparecerá sob a constelação de Virgem, que representaria uma mulher virgem. Sobre ela, estarão as doze estrelas: na verdade, as nove de constelação de Leão mais os planetas Mercúrio, Vênus e Marte. 

Vênus então pareceria dar luz a Júpiter, o sinal do fim dos tempos, diz o numerólogo. 

Outras previsões que falharam (obviamente)

Além de Meade, outros místicos já atribuíram datas e eventos diferentes à narrativa de que o mundo iria acabar. A prova de que todas erraram é que, como você sabe, continuamos aqui. Há centenas de profecias apocalípticas desde a Antiguidade. Entre elas, a de Leland Jensen, fundador do culto de Baha'is, que afirmava que a Terra se colidiria com o cometa Halley em 29 de abril de 1986, levando à sua destruição total. 

Outra previsão muito comentada foi a do médico francês Nostradamus, que no século 16 escreveu que "o Rei do Terror chegaria aos céus em 1999 e sete meses", interpretado comumente como julho daquele ano. 

Interpretações variadas do calendário maia ao redor da internet colocavam a data do fim do mundo em 21 de dezembro de 2012. Mas especialistas como o arqueólogo especializado na cultura pré-colombiana David Stuart, autor do livro "The Order of Days: Unlocking the Secrets of the Ancient Maya" (A Ordem dos Dias: Desvendando os Segredos dos Antigos Maias, em tradução livre), esclareceram ao público que se tratava, na verdade, de uma má interpretação do que se conhece da cultura daquele povo.

A NASA também se pronunciou na época dizendo que o planeta Nibiru, o mesmo citado por David Meade e que aparece na profecia de 2012, não existe e que não havia risco de colisão conhecido com outros corpos celestes.

23 de agosto de 2013 era a data apontada por Grigori Rasputin para uma tempestade em que o fogo destruiria parte da terra e Jesus Cristo voltaria à Terra. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo