Estilo de vida

5 séries da Netflix com temas essenciais sobre a mulher

Marcos Candido

do UOL, em São Paulo

04/10/2017 04h00

Está difícil acompanhar séries e novas temporadas lançadas em 2017? Não se preocupe. Separamos cinco séries com histórias e protagonistas femininas que vão do bom humor ao drama para escancarar temas importantes para as mulheres, como a violência, o desejo por igualdade de gênero e todas aquelas confusões que rendem ótimas histórias para contar para as amigas depois. Confira:

Chewing Gum

Divulgação
A protagonista Tracey Gordon (Michaela Coel) de "Chewing Gum" Imagem: Divulgação

A segunda temporada de "Chewing Gum", lançada no primeiro semestre deste ano, retorna à batalha de Tracey Gordon (Michaela Coel) para perder a virgindade, mas não só isso. A comédia ambientada em Londres mostra, com bom humor, como a sexualidade ainda é um campo reprimido e incompreendido durante a trajetória de uma mulher. Para tentar se compreender, Tracey tenta (e falha muito) fazer um ménage à trois e namorar um cara que descobre ser gay. Em 2016, a atriz foi premiada pela série com o Bafta de melhor atriz de comédia. "Chewing Gum" pode ser assistida na Netflix. 

Crazy Ex-Girlfriend

Divulgação
Nada de "ex-maluca" em "Crazy Ex-Girlfriend", comédia musical romântica da Netfix Imagem: Divulgação

A tradução é “Ex-namorada maluca”, mas “Crazy Ex-Girlfriend” é uma comédia musical que dribla o termo sexista e jamais deixa sua protagonista, a advogada Rebbeca Bunch (Rachel Bloom), cair em clichês. É verdade que Rebbeca tem como principal missão reconquistar o ex-namorado Josh, mas a jornada para reivindicar o amor esbarra em questões como traumas e discussões sobre saúde mental. Mas, calma: tudo isso é acompanhado por uma série de situações engraçadas e espetáculos musicais e um e um crush inesperado. A segunda temporada encerrou no início do ano e a terceira temporada será lançada no dia 13 de outubro.

Cable Girls

Divulgação
As protagonistas de "Cable Girls" Imagem: Divulgação

"Cable Girls" (ou “Las Chicas del Cable) é primeira série espanhola encabeçada pela Netflix. Aproveitando o gancho, a história se passa em 1928, na capital da Espanha, Madri. Um grupo de quatro mulheres trabalha em uma empresa de telefonia. Elas veem no emprego uma forma de obter independência financeira e social, mas as coisas não saem tão bem quanto o esperado para a heroína Alba (Blanca Suárez). O clima divertido das reviravoltas, paixões e conquistas das mulheres da série também dá um panorama histórico sobre como se iniciou a luta das mulheres para entrar no mercado de trabalho. Se quiser algo mais próximo de um bom novelão, "Cable Girls" é uma opção. A série pode assistida na Netflix. 

Orphan Black

Divulgação
Imagem: Divulgação

Talvez, com o fim da série na quinta temporada, seja uma boa hora para 'maratonar' com “Orphan Black”. A série começa com a protagonista Sarah Manning (Tatiana Maslany) flagrando um suicídio de uma mulher idêntica a ela. A partir daí, uma série de clones mulheres de Sarah começam a aparecer em sua vida. A heroína, então, se vê envolvida em uma trama policial e conspirações para ajudar suas clones a descobrir suas verdadeiras origens e a livrá-las de quem grupos que desejam destruí-las. Por trás da trama, há uma lição de solidariedade entre mulheres e uma mensagem de união entre elas em meio a fortes personagens femininas. “Orphan Black” pode ser assistida na Netflix.

GLOW

Erica Parise/Divulgação Netflix
O ringue é o espaço empoderador para as mulheres de GLOW Imagem: Erica Parise/Divulgação Netflix

Mulheres no ringue, interpretando personagens em uma liga feminina de luta livre em uma Los Angeles dos anos 80. "GLOW" oferece esse enredo inicial para acompanhar a trajetória de Ruth Wilder (Alison Brie), uma atriz que sonha em conquistar um grande papel, embora só consiga um traje tosco em um ringue. Nas entrelinhas, a série brinca com os estereótipos aos quais as mulheres são submetidas nas grandes tramas --e as mulheres da série subvertem o papel no qual são colocadas a seu favor. A série também mostra como extrair o melhor de uma situação, sem apostar tanto no sofrimento como noutras séries. Afinal, qual o problema em se divertir, não? "Glow" pode ser assistida na Netflix.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo