Estilo de vida

Ideia roubada, barulho, chefe mala: como lidar com 5 perrengues no trabalho

Getty Images/iStockphoto
"Trazer cafezinho todos os dias, anotar recados, receber clientes? Se isso não fizer parte das suas atribuições, é melhor conversar com o superior" Imagem: Getty Images/iStockphoto

Gabriela Guimarães e Veridiana Mercatelli

Colaboração para o UOL

09/10/2017 04h00

Ninguém está livre de viver situações surreais no ambiente de trabalho: ter o crédito de uma ideia roubado, um chefe que liga sempre fora do horário de expediente ou receber apelidos inadequados. A notícia boa é que dá para se livrar dessas saias justas sem que elas causem desmotivação em você e comprometam o seu rendimento no trabalho.

1. A ideia foi sua, mas outra pessoa disse que foi dela

Se você descobrir que tomaram o crédito pela sua ideia, e tiver documentado que ela é sua, converse com o gestor sobre a injustiça. “É prudente registrar por e-mail uma conversa que aconteceu pessoalmente. Além de manter o assunto vivo, você resguarda os créditos”, sugere Antonio Carlos Rodgrs, consultor empresarial e especialista em gestão de pessoas. Agora, quando fizerem isso diante de outras pessoas, em uma reunião, por exemplo, você pode dizer: “Que bacana que você gostou dessa ideia! Quando lhe falei sobre isso, achei que não tinha interessado... Pode deixar que eu continuo a partir daqui”. Dessa maneira, a pessoa não vai se arriscar a fazer isso novamente.

2. Seu chefe acha que você é assistente pessoal dele

Trazer cafezinho todos os dias, anotar recados, receber clientes… Se isso não fizer parte das suas atribuições, é melhor conversar com o superior para alinhar expectativas e esclarecer o que é esperado do seu cargo. “A conversa deve ser delicada, mas deixar claro que os dois trabalham para a empresa. Muitos chefes têm a crença limitante de que o colaborador trabalha pessoalmente para ele”, explica Gláucia Mc Kinney, coach de carreira. Uma conversa franca, olho no olho, é o canal para o entendimento –muito melhor do que indireta ou desabafo para os colegas. É importante que ele entenda que ao cumprir aos pedidos dele, deixará de fazer as suas atividades “oficiais”.

Leia também

3. Você é infantilizado no escritório

Um colega achou que era uma ótima ideia chamar você de “rapazinho” ou “menininha”. Mas, no ambiente profissional, apelidos não são adequados, ainda mais se forem infantilizados, porque podem denegrir a sua imagem. Segundo a psicóloga Lucicleide da Silva Amorim, a melhor forma de resolver é o diálogo, dizer à pessoa que inventou o apelido que está se sentindo desconfortável com ele. “Também vale fazer uma autoanálise e verificar a própria postura, para ver se está dando motivos para que te vejam dessa forma”, diz. Mas evite fechar a cara quando ouvir esse chamado, porque sem se impor, vai parecer um comportamento imaturo.

4. Seus colegas de trabalho são muito barulhentos

Essa reclamação é comum, principalmente nos novos layouts de escritórios, que aboliram as paredes. Dessa forma, tudo o que invade o espaço do outro pode ser um incômodo: perfume excessivo, tom de voz elevado e até o toque de um celular deixado em cima da mesa. Fale com jeitinho sobre o impacto que o barulho gera no ambiente de trabalho e na sua concentração. “Caso a conversa não tenha efeito, o mais indicado é comunicar o superior. Para as empresas vale a pena fazer um manual de conduta para evitar possíveis desentendimentos”, explica Glaucia.

5. Seu chefe liga sempre fora do horário de expediente

Se isso não faz parte do seu contrato, você pode reclamar. Dizer que isso está prejudicando sua vida particular e gostaria que fosse evitado. Faça um apanhado dos fatos discutidos fora de horário e mostre a ele que a maioria poderia esperar o dia seguinte --talvez nem ele tenha percebido isso. “Você pode, algumas vezes que ele telefonar, dizer que o pegou em um momento difícil para falar e sugerir que conversem amanhã. No dia seguinte, peça desculpas e diga que estava em um momento íntimo e não seria possível interromper. Se ele for normal, ficará com vergonha da situação que criou e talvez comece a se disciplinar”, indica Rodgrs. Agora, se você não quiser falar com ele, só resta desligar o seu celular na saída da empresa e ter uma linha diferente para contatos pessoais. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo