Estilo de vida

Youtubers contam suas maiores dificuldades como mães

Carolina Prado e Gabriela Guimarães

Colaboração para o UOL

09/10/2017 04h00

Ninguém disse que seria fácil. Mas também não disseram que seria tão difícil! A maternidade traz inúmeros desafios a cada fase e ajuda a passar bem por eles ao perceber que não está sozinha em seus dilemas. A seguir, cinco mães que falam sobre maternidade na internet dão seus depoimentos.


“Minha dificuldade é aceitar que não dá para fazer tudo da maneira que planejo”

Arquivo pessoa/Divulgação
"Mas é essa a magia de ser mãe, as dificuldades e prazeres vêm da complexidade", diz Gabi, atriz e mãe da Manuh (4 anos) e da Nina (1 ano), Imagem: Arquivo pessoa/Divulgação

“Minha maior dificuldade é equilibrar medos, culpas e fugir de um ideal de perfeição. Conseguir conciliar trabalho e tempo de qualidade em família é outro ponto que me pega! A sensação que tenho é que sempre um lado sai perdendo e minha dificuldade é aceitar que não dá para fazer tudo da maneira que planejo. A maternidade é avassaladora e, por mais que a gente fale sobre isso, só nos damos conta mesmo na primeira viagem. Mas é essa a magia de ser mãe, as dificuldades e prazeres vêm da complexidade.”
Gabi, mãe da Manuh (4 anos) e da Nina (1 ano), atriz e youtuber do Canal Tiago e Gabi

 

 

 

“Sempre me questiono se estou fazendo certo”

Divulgação
Silvia Faro, mãe da Lis (7 anos): "Quero que ela se torne uma mulher bondosa, educada, prestativa, honesta" Imagem: Divulgação

“Quando a Lis era recém-nascida, minha dificuldade era com os primeiros cuidados, como dar banho. Mas quando ela estava com quase um ano, eu voltei a trabalhar e a adaptação de ficar sem ela, de deixá-la no berçário, foi difícil. A preocupação era grande, pois como ela não falava, eu tinha que confiar que estava sendo bem cuidada. Hoje, a dificuldade que enfrento é da educação. Sempre me questiono se estou fazendo certo. Quero que ela se torne uma mulher bondosa, educada, prestativa, honesta, estudiosa, atenciosa. Leio, pesquiso, me informo muito. E confio, junto com meu marido, que estamos no caminho certo!” Silvia Faro, mãe da Lis (7 anos), jornalista e apresentadora do Canal Mãe de Primeira Viagem

“Desafio é educar nossos filhos”

Arquivo pessoa/Divulgação
Marrie Ometto, mãe da Clara (3 anos): "Meu maior desafio como mãe é criar um ser humano ético, do bem, em meio a tantos maus exemplos" Imagem: Arquivo pessoa/Divulgação

“Meu maior desafio como mãe é criar um ser humano ético, do bem, em meio a tantos maus exemplos que, infelizmente, não estão só nas esferas do Governo. Todo mundo está por aí falando em valores, em honestidade, em essência, mas aí, você vê gente parando em vaga de deficiente, conversando estacionado na frente da escola enquanto outros pais também têm filhos para pegar e não acham vaga, fazendo PDF de livros, plagiando conteúdos, dando calotes... Todo mundo fala bonito, mas dá um jeitinho para se dar bem. Que desafio educar nossos filhos num ambiente tão bom de discurso e ruim de atitudes!”

Marrie Ometto, mãe da Clara (3 anos), economista e youtuber do canal Mamãe Plugada 

 

“É uma dificuldade orientar os filhos para que sejam pessoas íntegras”

Arquivo pessoal
Patricia Amorim, mãe de Joana (15 anos), Luiz Eduardo (11 anos) e Melissa (6 anos), youtuber do canal Trocando Fraldas Imagem: Arquivo pessoal

“Entre as maiores dificuldades de uma mãe está preparar os filhos para o mundo. Quero orientar para que sejam pessoas íntegras, que saibam fazer suas escolhas com responsabilidade. Com minha filha mais velha, me preocupo com o contato com drogas, com más companhias, com os estudos e também com os rapazes que se aproximam dela. Já com meu filho de 11 anos, a maior dificuldade é ensiná-lo a ser um homem de caráter. Ensinamos a respeitar as meninas, orientamos sobre drogas, abusos e bullying. Minha caçula vive no mundo dos pôneis ainda, mas é difícil mostrar quem nem sempre comprar alguma coisa a fará feliz.”

Patricia Amorim, mãe de Joana (15 anos), Luiz Eduardo (11 anos) e Melissa (6 anos), youtuber do canal Trocando Fraldas

“Foi difícil entender e sentir o que meu filho precisava na hora do choro”

Arquivo pessoa/Divulgação
Barbara Sabbag com o filhão Henrique (1 ano). A relações públicas é youtuber do canal Babi Sabbag Imagem: Arquivo pessoa/Divulgação

“Muitos desafios surgiram a partir do dia em que segurei, pela primeira vez, a pessoa mais valiosa da minha vida. Foram noites sem dormir, cólicas do bebê, choro sem saber o porquê, preocupações com a saúde, vacinas, febre etc. Mas o maior foi entender e sentir o que meu filho precisava na hora do choro. Quando eu não entendia, ficava frustrada. Hoje eu sei que precisamos de um tempo para conhecê-lo e ele nos conhecer, pois é uma fase de adaptação e requer tempo.”
Barbara Sabbag, mãe de Henrique (1 ano), relações públicas, youtuber do canal Babi Sabbag

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo