Estilo de vida

8 filmes para ajudar no primeiro encontro (ou quase isso)

Do UOL

14/11/2017 04h00

O primeiro encontro nem sempre é tão bom assim. Às vezes, pode ser que você já conheça a pessoa há muito tempo. Por vezes, é um recém-conhecido que pode mudar a sua vida. Ou não. 

Na hora de arrumar para encontrar com o crush, quase tudo pode acontecer. E de que melhor maneira do que ilustrar esse momentos tragicômicos do que com filmes? Por isso, separamos oito opções - entre a comédia e o drama - para você saber o que fazer e o que pode não dar certo naquele primeiro encontro. Confira.

Scott Pilgrim contra o mundo

Divulgação
Ramona e Scott Pilgrim em cena do filme "Scott Pilgrim contra o mundo" Imagem: Divulgação

Ao conhecer a americana Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winstead), o jovem canadense Scott Pilgrim (Michael Cera) tem que lutar contra uma liga de “ex-namorados do mal” da garota para se tornar seu namorado. Para convidar Ramona para o primeiro encontro, Scott a ‘espia’ de todas as durante toda uma festa em que ela também está. Ele até chega a encomendar um pedido na Amazon, onde Ramona trabalha como entregadora, só para convidá-la para um passeio no parque. O primeiro encontro é no mínimo tímido e logo os inimigos do passado de Ramona surgem para tentar impedir a relação. Não se engane: “Scott Pilgrim contra o mundo” é uma comédia divertida, baseado no quadrinho do quadrinista canadense Bryan Lee O’Malley. Está disponível na Netflix. 

Veja também:

Antes do amanhecer

Divulgação
Cena de 'Antes do Amanhecer' Imagem: Divulgação

Como falar de filmes que narram o primeiro encontro sem citar um filme inteiramente baseado neste momento? “Antes do amanhecer” narra o encontro das personagens Jesse (Ethan Hawke) e da francesa Céline (Julie Delpy) em um trem que sai da cidade de Budapeste, na Hungria. Ele diz que vai rumo a Viena para tomar um avião rumo aos Estados Unidos. Já Céline quer voltar para Paris, cidade onde estuda. Ambos desembarcam em Viena, sem dinheiro ou propósito. Ambos sabem que o roteiro romântico pode ser fugaz e que, se cada um for para um lado, talvez não se encontrem novamente e terão rumos completamente diferentes. O filme apresenta um daqueles primeiros encontros em que já se sabe que poder traçar um rumo definitivo para o restante da vida.

Harry e Sally - Feitos um para o outro

Divulgação
Cena de 'Harry e Sally - Feitos um para o outro' Imagem: Divulgação

Há dezenas de comédias românticas por aí, mas “Harry e Sally” tem diálogos de primeiro (e de segundo, terceiro…) encontro que entraram para a história do cinema. Tudo começa quando Harry Burns (Billy Crystal) conhece Sally Albright (Meg Ryan). Sally, na verdade, é amiga da namorada de Harry. Ambos, porém, se conhecem durante uma carona e discutem sobre como é impossível que uma mulher e um homem sejam amigos de verdade, sem qualquer segunda intenção. Eles discordam. Cinco anos depois, eles se encontram. Há um longo diálogo sobre orgasmos - ou da falta deles - em que Sally simula uma relação em um restaurante cheio. Ambos discordam e concordam, e no final isso se mostra a chave dessa relação divertida que começa com vários encontros peculiares.

Quero ficar com Polly

Divulgação
Cena de 'Quero ficar com Polly' Imagem: Divulgação

Durante a lua de mel, o corretor de seguros Reuben Feffer (Ben Stiller) flagra a esposa na cama com um instrutor de mergulho. Acontece. Sozinho, ele retorna para Nova Iorque e conhece, com a ‘mãozinha’ do amigo Sandy (Philip Seymour Hoffman), Polly Prince (Jennifer Aniston). Os primeiros encontros são revolucionários para Reuben, que se arrisca a tomar aulas de salsa e comer comida marroquina. Acontece que Lisa, a ex-esposa de Reuben, retorna com um pedido para reatar o relacionamento. Os encontros com Polly abriram a oportunidade de Reuben refletir sobre como viver a vida: segurança ou aventura? Quem nunca pensou em um primeiro encontro, não?

Grisalhos

Reprodução
Cena de "Grisalhos" Imagem: Reprodução

Não é sempre, mas primeiros encontros podem significar o início de uma grande descoberta pessoal. É o caso de “Grisalhos”, filme chileno que narra a história de Bruno (Francisco Celhay), arquiteto bem-sucedido que se percebe como bissexual aos 35 anos. Acontece que ele é casado com Soledad (Daniela Ramirez) e tem um filho. Ele se divorcia e, quando é chamado para desenhar um projeto especial para a capital Santiago, ele conhece o abertamente gay Fer (Emilio Edwards). A tensão sexual se instaura. Eles se beijam pela primeira vez. Bruno, então, mergulha em uma série de questionamentos sobre seus sentimentos por Fer e a conexão emocional que ainda mantém pela ex-esposa e com o filho.

Como se fosse a primeira vez

Reprodução
Cena do filme "Como se fosse a primeira vez" Imagem: Reprodução

Imagine ter que ir ao primeiro encontro pelo restante de sua vida? Em “Como se fosse a primeira vez”, Henry Roth (Adam Sandler) se apaixona por Lucy Whitmore (Drew Barrymore). O problema é que Lucy possui uma perda de memória permanente. O primeiro encontro, no qual os dois curtem um belo dia no Havaí, é preciso ser recriado diariamente por Henry. Sim, todos os dias ele tem que fazer ela se apaixonar por ele. É uma bela e divertida metáfora para ajudar os casais manterem a “chama” do primeiro encontro sempre acessa.

Taxi Driver - motorista de táxi

Reprodução
Travis e Betsy em cena de "Taxi Driver - motorista de táxi" Imagem: Reprodução

Se você quer ter ideias para um primeiro encontro, o clássico “Taxi Driver” vai mostrar o que você não deve fazer. Definitivamente. Após conhecer a cabo eleitoral Betsy, o taxista Travis Bickle (Robert De Niro) decide levá-la para ver um filme. Ele já havia voluntariado para ajudar na mesma campanha que Betsy atuava, apenas para ficar mais próximo a ela. Quando os dois decidem ao cinema, porém, ela tem uma surpresa. Ele a leve a um cinema pornô. Ela, obviamente, se ofende e volta sozinha para casa. Travis até tenta vê-la novamente e envia flores, mas logo ele é impedido a entrar no comitê eleitoral e ficar próximo a ela. A vida de Travis pode ser vista como uma ilustração para se discutir masculinidade, ou até o declínio das relações na cidade grande. Independente da avaliação, o longa é um clássico do diretor Martin Scorsese.

Moonrise kingdom

Reprodução
Cena do filme 'Moonrise Kingdom' Imagem: Reprodução

No filme do diretor Wes Anderson, as protagonistas Sam Shakusky (Jared Gilman) e Suzy Bishop (Kara Hayward), de 12 anos, se conhecem durante uma performance em uma igreja. Os dois então se aproximam e começam a trocar cartinhas. O tom é de romance. Eles marcam o primeiro encontro, que tem um objetivo claro: fugir juntos, como todo bom casal apaixonado. “Moonrise kingdom” é uma comédia leve, que aborda de forma engraçada um carinho típico e inocente que mantemos um pelo outro na infância.

E aí, tem uma dica? Deixe nos comentários!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo