Estilo de vida

Catherine Deneuve disse "coisas santas", afirma Berlusconi

 REUTERS/Yves Herman
A atriz francesa Catherine Deneuve que, junto a outras 99 mulheres, assinou uma carta se posicionando contra os movimentos que denunciam assédios sexuais Imagem: REUTERS/Yves Herman

da ANSA, de Roma

12/01/2018 10h41

O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi saiu nesta quinta-feira (11) em defesa da atriz francesa Catherine Deneuve, uma das 100 signatárias de um manifesto que critica as campanhas de incentivo a denúncias de assédio sexual.

Veja também

"Catherine Deneuve disse coisas santas", afirmou o ex-chefe de governo, que foi absolvido em um processo por prostituição de menores, mas é réu por suspeita de ter corrompido garotas de programa para elas mentirem em seu benefício nos tribunais.

A declaração foi dada em entrevista ao programa "Porta a Porta", um dos mais populares talk shows políticos da Itália. "É natural que as mulheres fiquem contentes quando um homem as corteja.

Comigo, são sempre as mulheres que me cantam. Me parece natural, não é uma ofensa cortejar, desde que se mantenha a elegância", acrescentou.

Primeiro-ministro em três períodos que totalizam quase 10 anos, Berlusconi se notabilizou pelo estilo mulherengo e pelas noitadas que promovia em suas mansões. Em 2003, durante visita a Nova York, disse que a Itália era um bom país para se investir por ter "secretárias muito bonitas".

O manifesto liderado por Deneuve é uma reação ao movimento #metoo ("Eu também", em tradução livre), que incentiva mulheres a denunciarem casos de violência e assédio sexual. Segundo o documento, publicado pelo jornal francês "Le Monde", há um "novo puritanismo" no mundo, e as denúncias "perderam o controle".

As signatárias ainda afirmam que não se sentem representadas pelo feminismo atual, pois o movimento ganhou uma "face de ódio aos homens". Além disso, alegam que tentar seduzir alguém "não é crime" e que os homens devem ser "livres para abordar mulheres".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo