Alimentação

Alimentos e bebidas que nutricionistas costumam pedir para cortar da dieta

iStock
Salgadinho indutrializado Imagem: iStock

Thuany Coelho

Colaboração para o UOL

12/09/2017 04h15

Às vezes, para dar início a um estilo de vida mais saudável, é mais fácil começar sabendo o que não devemos comer, em vez de já querer acertar, montando cardápios digno de Gabriela Pugliesi. E apesar de os nutricionistas estarem cada vez menos demonizando alguns alimentos, isso não quer dizer que ainda assim dá para incluir algumas coisas no seu cardápio. Os ultraprocessados, por exemplo, são pobres em fibras e nutrientes e possuem elevados teores de sal, açúcar e gordura e costumam ser os primeiros que os nutricionistas pedem para serem retirados da dieta. Abaixo, portanto, veja 6 alimentos e bebidas que você deve evitar ou reduzir o consumo, caso queira emagrecer ou apenas ser mais saudável.

Fontes: Adriana Piva, nutricionista do hospital São Luiz Jabaquara; Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição e especialista em suplementação nutricional pela Universidade de São Paulo; Diogo Thimoteo da Cunha, coordenador do curso de nutrição da Universidade de Campinas; Fabiana Nalon, mestre em nutrição humana pela Universidade de Brasília; e Letícia Fontes, da clínica MEI, e membro da Associação Brasileira de Nutrologia.

6 alimentos que nutricionistas pedem para cortar

  • Imagem: Getty Images/iStockphoto
    Getty Images/iStockphoto
    Imagem: Getty Images/iStockphoto

    Refrigerantes

    Unanimidade entre os profissionais, o refrigerante deve ser eliminado ao máximo da dieta por não ter valor nutricional. Na forma tradicional, a bebida tem altas taxas de açúcares --em torno de 35 gramas por lata de 350 ml. A bebida ainda aumenta os riscos de hipertensão, retenção de líquidos, age como irritante gástrico e pode fazer mal para os ossos, por prejudicar a absorção de cálcio.

  • Imagem: Reprodução TV UOL
    Reprodução TV UOL
    Imagem: Reprodução TV UOL

    Sucos artificiais

    Seja em pó ou de caixinha, os sucos industrializados têm pouca ou quase nenhuma porção de fruta neles, o que reduz muito seu valor alimentar. A fórmula ainda costuma ter açúcar em excesso, já que, além do natural da fruta, há também o adicionado industrialmente. Isso amplia os riscos de obesidade e diabetes tipo 2. Outro problema é a grande quantidade de aditivos, entre eles aromatizantes e corantes, principalmente nas versões em pó.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Doces ultraprocessados

    Bolachas recheadas, balas, bolos de pacote, sorvetes industrializados: a lista de doces ultraprocessados à venda é enorme, mas, em uma alimentação equilibrada, sua ingestão deve ser baixa. Essas opções costumam ser carregadas de açúcares e gorduras, favorecendo o consumo extra de calorias e o aparecimento de doenças como diabetes, hipertensão e colesterol elevado.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Embutidos

    Esses alimentos são ricos em gorduras saturadas, aromatizantes e corantes, além de conservantes como o nitrito e o nitrato de sódio. Em 2015, a Organização Mundial da Saúde colocou a salsicha, a linguiça e o presunto na lista de alimentos que aumentam o risco de câncer no intestino e recomendou a redução do consumo desses alimentos. Nessa linha, procure evitar também as carnes processadas, como hambúrgueres industrializados e empanados de frango.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Macarrão instantâneo e sopas em pó

    Além das altas taxas de sódio --o macarrão pode chegar a ter cerca de 65% do total diário recomendado--, as sopas em pó e os instantâneos têm muitos aditivos, como corantes e realçadores de sabor, e pouco valor nutricional. Por ser frito durante o processo de fabricação, o macarrão instantâneo ainda possui elevado teor de gorduras, principalmente de saturadas.

  • Imagem: iStock
    iStock
    Imagem: iStock

    Salgadinhos industrializados

    A fórmula dos salgadinhos de pacote envolve alto valor calórico, muitas gramas de gordura, sódio, conservantes, aromatizantes e corantes. Esses aditivos dos salgadinhos ainda podem ser alergênicos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Agência Estado
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
Estilo
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Comidas e Bebidas
UOL Comidas e Bebidas
do UOL
Topo