Alimentação

Frango cru bomba na internet e incendeia debate sobre receitas perigosas

Reproduç?o/Facebook
Ao que tudo indica, o frango cru que causou polêmica na internet é um prato típico de uma cidade japonesa Imagem: Reproduç?o/Facebook

Adriana Nogueira

Do UOL

13/01/2017 18h03

A australiana Morgan Gibbs resolveu fazer uma brincadeira no Facebook com as hashtags "resoluções de ano novo" e "comendo saudável" e publicou uma foto do que supostamente seria o seu jantar: um prato com frango praticamente cru em tiras. A postagem ganhou a internet, que se manifestou sobre o risco de ela contrair salmonelose.

A doença, causada pela bactéria do tipo salmonela, provoca quadros severos de gastroenterite, com febre, diarreia, náusea e vômito. “O consumo de carne crua sempre implica em riscos para a saúde, e o frango é a escolha mais perigosa”, afirma o médico infectologista Fernando Gatti, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

De acordo com Gatti, o risco de consumo de frango cru não é só de salmonelose. Essa carne pode ser contaminada por diversos vírus, como das hepatites A e E, e inúmeras bactéricas, entre outros micro-organismos.

Cuidados de higiene não bastam para comer carne cruza. Nos Estados Unidos, em 2013, cerca de 270 pessoas tiveram a salmonelose ao consumir frango de um frigorífico que obedecia a todos os padrões de higiene. Quando se trata de carne crua, não há garantia.

O infectologista do Einstein diz que algumas pessoas são mais vulneráveis a contaminações por consumo de carne crua, como gestantes, crianças, idosos, portadores de doenças autoimunes e do vírus HIV e transplantados de órgãos como coração, rim e pulmão.

Segundo a nutricionista Iara Cecília Pasqua, do Hospital Beneficência Portuguesa, também na capital paulista, o cozimento acima de 100ºC é a única forma de eliminar micro-organismos presentes em qualquer tipo de carne. “Depois de pronta, a comida tem de ser mantida refrigerada ou aquecida acima de 65ºC.”

Ao que tudo indica, a postagem de Morgan foi a replicação de uma foto de um prato típico da cidade japonesa Shizuoca. Para minimizar riscos, o frango usado no prato vem de criadores que seguem padrões rígidos de higiene e que procuram ter um tempo curto entre o abate e o consumo da ave.

A seguir, veja outros pratos da culinária internacional que podem parecer perigosos. 

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Ovo milenar

    Iguaria típica da culinária chinesa. Para prepará-lo, pega-se um ovo de galinha, pata ou ganso cru e o enterra envolto em uma mistura de argila e cal, entre outras substâncias. Depois de alguns meses, desenterra-se e serve-se.

  • Imagem: Reproduç?o
    Reproduç?o
    Imagem: Reproduç?o

    Queijo Casu Marzu

    Feito a partir de leite de ovelha, é tradicional na Sardenha, na Itália. Seus fabricantes o colocam para fora de casa e permitem que moscas coloquem ovos dentro do queijo. As larvas s?o responsáveis por sua fermentaç?o. Antes de com?-lo, pode-se tirar as larvas ou n?o. Quest?o de gosto.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Tarântula frita

    Prato típico do Camboja. No passado, foi um recurso de famílias pobres do país para driblar a fome, mas hoje é considerado uma iguaria.

  • Imagem: Reproduç?o
    Reproduç?o
    Imagem: Reproduç?o

    Biscoito de vespa

    É produzido no remoto vilarejo de Omachi, no Jap?o, que recebe encomendas do país todo. Seu fabricante diz que é uma ótima fonte de proteínas.

  • Imagem: Reproduç?o
    Reproduç?o
    Imagem: Reproduç?o

    Smalahove

    Prato tradicional na Noruega, o smalahove é a cabeça da ovelha defumada e depois cozida inteirinha. Algumas vezes, o cérebro do animal é removido.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Haggis

    Prato tradicional da cozinha escocesa consiste em estômago de carneiro recheado com vísceras. Geralmente é servido com pur? de nabos e batatas.

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Balut

    Trata-se de um ovo de pato fecundado, em que o embri?o já está quase completamente formado, que é cozido e, depois, temperado com sal ou pimenta, alho e vinagre. É uma iguaria bastante apreciada nas Filipinas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Agência Estado
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
Estilo
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Comidas e Bebidas
UOL Comidas e Bebidas
do UOL
Topo