Alimentação

Louco por café? Veja como a bebida afeta seu cérebro e corpo

iStock
Imagem: iStock

Gabriela Ingrid

Do UOL

28/08/2017 04h00Atualizada em 28/08/2017 17h27

Você também faz parte daquele grupo que só encara o dia após determinada quantidade de café? Maior produtor e exportador de café, o Brasil também é o segundo maior consumidor da bebida no mundo. Mas além de saboroso, o grão tem funções importantes para o corpo e o cérebro. Um estudo realizado pela Universidade de Navarra, na Espanha, e apresentado neste domingo no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, realizado em Barcelona, mostrou que o consumo de café está associado a um baixo risco de morte.

Os cientistas observaram os hábitos de quase 20 mil pessoas por cerca de dez anos e concluíram que os indivíduos que consumiram pelo menos quatro xícaras de café por dia tiveram 64% menos chances de todo tipo de mortalidade, se comparados aos participantes que nunca ou quase nunca ingeriram a bebida. "Nossas descobertas sugerem que beber café todo dia pode fazer parte de uma dieta saudável", disse a autora da pesquisa, Adela Navarro.

Diversas pesquisas apontam a ação das substâncias presentes no grão no metabolismo e no sistema nervoso, desde a melhora do humor até o aumento da performance esportiva. “Os benefícios variam muito de pessoa para pessoa. Há quem tome café e não durma e há quem não sinta tanta estimulação proveniente da cafeína”, diz Rosana Perim, gerente de nutrição do HCor (Hospital do Coração). "Quando consumido com moderação, até quatro xícaras pequenas (cerca de 400 ml), o café pode fazer muito bem ao corpo", garante a nutricionista.

Confira, abaixo, o que ocorre em seu corpo quando você ingere uma xícara de café.

7 formas como o café afeta seu corpo

  • Você fica alerta --pelo menos por um tempo

    Segundo um estudo publicado na revista "Science Translational Medicine", a cafeína pode se ligar aos receptores da adenosina, que induz a exaustão e é essencial para que o sono se instale no cérebro. Ao 'empurrar' a adenosina, a substância presente no café nos faz sentir mais alertas e acordados. Eventualmente, seu corpo percebe o truque e dá um jeito de produzir novos receptores --o que significa que você precisa de mais cafeína para sentir seus efeitos. Isso explica por que sentimos falta do consumo de café e podemos até ter abstinência.

  • Seu humor melhora

    O mesmo bloqueio de adenosina no cérebro permite que a cafeína deixe a dopamina e a glutamina (outros estimulantes produzidos naturalmente pelo cérebro) circularem livremente, fazendo você mais alerta e bem-humorado. Diversos estudos publicados no periódico "Journal of the American Medical Association" encontraram uma conexão entre o consumo de cafeína e a redução do risco de depressão, especialmente quando consumida em forma de café. Mas cuidado: a bebida também faz com que o corpo libere adrenalina, já que entende que está em estado de alerta. Isso pode deixá-lo mais irritado, ansioso e emotivo.

  • Ajuda a melhorar a memória

    Um estudo publicado no periódico "Nature Neuroscience" mostrou que a cafeína ajuda certos tipos de memórias a "grudarem" no cérebro, facilitando a lembrança dessas informações depois. Mas atenção: segundo a pesquisa, isso só funciona para quem ainda não está habituado a ingerir café.

  • Pode aumentar seu foco

    Uma das maiores razões pelas quais as pessoas tomam café é para ter mais foco em uma tarefa. Um estudo publicado no periódico "Alzheimer's Disease" mostrou que um dos grandes efeitos mentais da cafeína é a habilidade de foco, especialmente em alguém que está cansado. Contudo, consumi-la demais pode causar efeito rebote e prejudicar sua capacidade de prestar atenção em alguma coisa.

  • Ajuda na ação de alguns medicamentos

    Um estudo realizado em 2007 pela Universidade de Erlangen-Nuremberg mostrou que algumas drogas que aliviam a dor, como paracetamol ou aspirina, têm seus efeitos aumentados quando associados à cafeína. A substância faz com que esses medicamentos tenham um efeito mais rápido, durem mais e sejam mais efetivos.

  • Melhora a performance atlética

    A cafeína é uma das substâncias mais usadas para a melhora de performance esportiva. Um estudo publicado em 2013 na revista "PLoS One" mostrou que o consumo do café puro ou de cafeína uma hora antes do exercício está associado ao aumento de quase 5% na performance em comparação com a bebida descafeinada.

  • Faz você viver mais

    Segundo estudos recentes publicados no periódico "Annals of Internal Medicine", pessoas que consomem muito café têm menos chances de morte prematura. Os pesquisadores analisaram a dieta e a saúde de centenas de milhares de indivíduos e sugeriram que os amantes de café têm menos tendência de morrerem de doenças do coração, câncer e diabetes. Entretanto, o café descafeinado também demonstrou o mesmo benefício --então, se você está pensando em cortar a cafeína, não precisa, necessariamente, parar de tomar café.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Nutrição sem neura
do UOL
Blog Bella Falconi
Blog Nutrição sem neura
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Bella Falconi
Agência Estado
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
Estilo
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Topo