Vida saudável

Tem hora certa para tomar pílula do dia seguinte? Tira suas dúvidas

iStock
Imagem: iStock

Maria Júlia Marques

Do UOL, em São Paulo

20/07/2017 04h15

Quando acontece algum "acidente de percurso" durante o sexo, a resposta mais rápida para evitar a gravidez não planejada pode ser a pílula do dia seguinte. Apesar de ter esse apelido, o medicamento é chamado pelos médicos de contraceptivo de emergência e quando usado excessivamente ou de forma incorreta pode não ser eficaz.

“Ela é eficaz, só não é bom manter o uso. Se você tomou duas ou três vezes no mês um método de emergência tem algo errado, é melhor ir ao médico e escolher um método contraceptivo mais adequado”, afirma Maria Luísa Mendes, ginecologista do complexo hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo.

Veja como o método age

  • Transei sem camisinha, quando devo tomar a pílula?

    Após o sexo desprotegido, o quanto antes tomar melhor. Apesar do apelido, para ter a eficácia máxima é bom não esperar até o dia seguinte, pois ela perde o poder de ação com o passar do tempo. Maria afirma que é indicado usar até 12 horas após o ocorrido. É possível tomar três dias depois, mas a eficácia pode ser reduzida para perto de 50%. Então, a pessoa pode engravidar mesmo tomando a pílula do dia seguinte, se não fizer o uso correto.

  • É necessária receita médica?

    Não, você pode comprar os comprimidos em qualquer farmácia. Além disso, é possível conseguir a pílula em postos de saúde ou prontos-socorros, também sem receita. Existem remédios de dose única e de duas doses, uma 12 horas depois da outra. Ambos têm eficácia e funcionamento similar.

  • Como a pílula do dia seguinte funciona?

    O que acontece é um pico hormonal, explica Luiz Fernando Leite, obstetra do hospital e maternidade Santa Joana, em São Paulo. A pílula tem uma alta dose de hormônios femininos (variando de remédios só com progesterona ou com progesterona e estrógeno) e nosso corpo leva um "susto". O aumento desproporcional causa respostas como retardo da ovulação, alteração do muco da vagina, que se torna hostil para espermatozoides, e descamação do endométrio, tecido que recobre o útero para receber a gravidez e dá origem a menstruação, inibindo, assim, a fecundação.

  • Existem efeitos colaterais?

    A pílula desregula o sistema hormonal da pessoa, bagunça as datas da menstruação, causa sensibilidade nos seios, pode ter inchaço, dor de cabeça e mal-estar, de acordo com a ginecologista e obstetra Márcia Araújo, da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo). As respostas podem variar de mulher para mulher.

  • Posso tomar sempre?

    O correto é tomar apenas uma vez, no momento da emergência. Caso você repita muitas vezes é importante buscar ajuda médica para a escolha de um método anticoncepcional. "Tomar mais de uma vez causa picos de hormônios que o corpo não compreende, o sistema nervoso não entende e a paciente pode ter disfunção menstrual, que é uma menstruação muito irregular", diz Leite. Além disso tudo, o medicamento pode perder parte da eficácia com o uso constante.

  • Se tomar na sexta e fizer sexo sem proteção sábado, tudo bem?

    A pílula também não chama "do dia anterior", ela só é eficaz para a última relação sexual antes de sua ingestão. É impossível saber com exatidão o momento em que você ovulou. Mesmo com a pílula deixando seu organismo desfavorável, você pode ter ovulado no dia seguinte, após tomar o remédio, e o sexo desprotegido pode, sim, acabar em gravidez.

  • A menstruação aparece logo depois da pílula do dia seguinte?

    Depende. Caso você tenha feito uso do medicamento logo após a menstruação, pode ser que nada apareça tão cedo, uma vez que você acabou de menstruar e pode não ter mais nada para sair. Agora, se você estiver perto da data da menstruação, ela pode adiantar. Tudo depende do momento do ciclo em que a pílula foi usada e de como seu organismo reagiu. Se a menstruação atrasar, é indicado ir ao médico.

  • Tomei a pílula do dia seguinte, devo parar de tomar a anticoncepcional?

    O melhor é parar de tomar a pílula anticoncepcional. Como a do dia seguinte causa uma grande alteração hormonal, o indicado é aguardar a menstruação sem tomar a pílula anticoncepcional. Depois da menstruação, pode iniciar outra cartela.

  • E se tomar a pílula do dia seguinte com outros remédios?

    Alguns medicamentos podem interferir na absorção e metabolização da pílula, segundo Márcia. Antibióticos, calmantes, anestésicos e remédios para dormir devem ser evitados. "Também é importante saber que, se a mulher vomita ou tem diarreia logo após tomar a pílula do seguinte, pode haver problemas. Mesmo absorvida, ela acaba eliminada mais rápido do que o recomendado e deixa de ser tão efetiva", afirma a médica. Com a eliminação precoce, pode ser que o remédio não seja absorvido e metabolizado da maneira correta e você fica vulnerável à falha.

  • Se engravidar, ter tomado a pílula afeta o bebê?

    Não! Os médicos afirmam que não existem riscos para os fetos caso a fecundação ocorra. As pílulas são feitas com doses de hormônios comuns nas mulheres e não interferem na saúde do feto. "A maioria das pílulas é só com progesterona, que é o hormônio que a mulher produz a gravidez toda, não há risco", diz Maria.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Estilo
BBC
do UOL
BBC
do UOL
Redação
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Topo