Vida saudável

Por que Obama come sete amêndoas todos os dias - e que bem isto pode fazer

Saul Loeb/AFP
A polêmica começou depois de um chef da Casa Branca ter citado que Obama consumia sete amêndoas à noite Imagem: Saul Loeb/AFP

02/08/2016 11h49

"Vocês sabem: as amêndoas são um ótimo lanchinho. Eu recomendo veementemente", disse o presidente americano, Barack Obama, em uma entrevista à rede americana NBC na quinta-feira passada. Mas em uma semana marcada pela Convenção Democrata, qual o motivo de Obama sair por aí dando consellhos sobre alimentação saudável?

Tudo começou com um artigo publicado no dia 2 de julho pelo jornal The New York Times, intitulado "Obama After Dark: The Precious Hours Alone", algo como "Obama ao anoitecer: as preciosas horas que passa sozinho."

Em seu texto, o jornalista Michael D. Shear investiga o que o mandatário faz à noite, atividades como ler documentos e assistir a esportes - algo que faz até tarde da noite.

Entre as pessoas entrevistadas na matéria estava o chef e amigo próximo de Obama, Sam Kass, que disse que o presidente era muito disciplinado na hora de comer, evitando junk food e refrigerante. E então Kass contou que o lanchinho noturno do amigo consiste em sete amêndoas. "Michelle e eu sempre brincamos: nem seis, nem oito. São sete amêndoas", disse Kass ao New York Times.

Obama disse que estava feliz de ter a oportunidade de explicar melhor o assunto, já que o número de amêndoas havia se tornado motivo de chacota entre seus amigos.

"Michelle e Sam, que já foi nosso chef aqui, estavam falando de mim uma noite desses e tirando sarro sobre como sou disciplinado, já que não tinha comido batatinhas ou bolo. E foi aí que ela disse: 'Sim, ele comeu apenas sete amêndoas. Só isso.' Ela falou isso pra provar o ponto de que eu preciso relaxar um pouco. O Sam então contou essa história para o New York Times. E, de alguma maneira, ficou parecendo que eu estava contando sete amêndoas", disse o presidente à rede americana.

E então a jornalista da NBC, Savannah Guthrie questionou: "E agora, à noite, você vai relaxar um pouco e comer 10 ou quem sabe 11 amêndoas?". "Claro!", respondeu Obama.

Mas, indo um pouco além da brincadeira com o presidente, amêndoas são, de fato, um dos lanches mais recomendados por nutricionistas por terem um alto valor energético. Segundo o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), as amêndoas têm até mais vitamina E que nozes e muito mais magnésio. A gordura boa, como a monossaturada, é benéfica por reduzir o risco de doenças cardíacas e aumenta o colesterol bom.

Fibras e saciedade
A pesquisadora e nutricionista Michelle Wien, que estuda há mais de uma década os benefícios da oleaginosa, disse que quando a amêndoa é adicionada a um programa para se perder peso, os que a consumiam emagreceram mais do que os que não a comiam.

"As amêndoas têm uma alta quantidade de fibra e, entre as frutas secas, é a que tem o maior índice de proteína. Meus pacientes se sentem saciados ao consumi-la", disse Michelle, lembrando que elas também fazem a sensação de saciedade durar mais tempo.

A nutricionista Cruz Martínez, da Fundação Espanhola de Nutricionistas, lembra ainda outro ponto positivo do alimento: "As amêndoas são alimentos muito nutritivos em cálcio e trazem benefícios especialmente para pessoas que não consomem leite ou produtos lácteos, seja por intolerância ou por terem uma dieta restritiva", disse.

"É um alimento excelente para a maioria das pessoas, especialmente para esportistas e crianças. Um punhado de amêndoas antes de fazer exercícios eleva os níveis de energia e, no caso das crianças, é um lanche ideal."

Não é de se estranhar que muitos ciclistas carreguem um saquinho de amêndoas durante os treinos. O ciclista americano Christian Vande Velde costuma comer torradas com manteiga de amêndoa e mel em treinos curtos.

Também há estudos mostrando que o consumo de amêndoas pode ajudar a combater disfunções cognitivas, como o envelhecimento, por ter nutrientes como ácido fólico, polifenol e tocoferol.

No entanto, as nutricionistas alertam para o consumo de pacotes industrializados do alimento, já que muitas vezes ela é frita ou têm adição de açúcar ou sal. Além disso, o consumo do alimento deve ser controlado, já que comer amêndoas demais não traz benefícios. Ou seja, piada ou não, talvez a mania de Obama não esteja tão deslocada assim. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
BBC
do UOL
Estilo
do UOL
Estilo
Redação
Estilo
UOL Especiais
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Topo