Alimentação

Aparelho suga alimentos do estômago e permite perder peso comendo o que se quer

Do UOL, em São Paulo

08/01/2013 11h33Atualizada em 16/01/2013 12h34

Muitas dietas prometem eliminar os quilos a mais sem excluir alimentos calóricos, como batata frita e chocolate, do cardápio. No entanto, um novo aparelho traz a possibilidade, segundo o periódico "Daily Mail". Com um tubo inserido no estômago, o equipamento suga parte do que foi consumido antes de o alimento ser digerido.

A invenção já foi testada em 24 pacientes obesos pela empresa americana Aspire Bariatrics, que já solicitou uma patente para o dispositivo em parceria com o inventor Dean Kamen.

O sistema bombeia um terço do que foi consumido para fora do estômago. O aparelho deve ser usado vinte minutos após a refeição, e o processo dura de cinco a dez minutos.

No entanto, diversos médicos criticaram a nova “terapia” por ela não combater as causas da obesidade e estimular o consumo de qualquer tipo de alimento.

Veja como funciona o aparelho

O produto é propagandeado como uma alternativa a outros procedimentos como a cirurgia bariátrica, que desencoraja as pessoas a comerem em excesso, pois diminui o tamanho do estômago.

De acordo com um comunicado da empresa, o sistema AspireAssist reduz as calorias absorvidas pelo organismo. Segundo a empresa, depois de comer, os alimentos passam para o estômago, onde ficam armazenados temporariamente até o início do processo de digestão.

Na primeira hora após a refeição, o estômago começa a digerir a comida, e, em seguida, passa o alimento para o intestino, local em que as calorias são absorvidas.

"O AspireAssist permite que os pacientes removam cerca de 30% da comida pelo estômago, antes de as calorias serem absorvidas pelo corpo, fazendo com que ocorra a perda de peso", afirma a empresa em comunicado.

Tam Fry, administrador do Fórum Nacional de Obesidade, afirmou que está desanimado com o novo sistema. "Eu não vi nada tão horrível como isso antes", relatou ao "Daily Mail".

Para ele, a alternativa é uma solução rápida para as pessoas preguiçosas. "É muito melhor comer corretamente e nas quantidades corretas. Eu entendo que os obesos precisam de ajuda, mas ela deve ser centrada no aconselhamento e, especialmente, na educação", declarou.

A empresa alegou que os pacientes perderam uma média de 49% do excesso de peso, cerca de 20 quilos, durante o primeiro ano de utilização do sistema em um ensaio clínico nos Estados Unidos.

No entanto, nem sempre a bomba consegue quebrar alimentos maiores. Um paciente relatou 'entupimento' no sistema e teve de evitar couve-flor, brócolis, comida chinesa, salgadinhos, batatas fritas e bife.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Blog Bella Falconi
Blog Nutrição sem neura
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
BBC
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Nutrição sem neura
do UOL
Estilo
Blog Bella Falconi
Blog Nutrição sem neura
Estilo
Estilo
BBC
Blog Bella Falconi
Opiniões Estilo
Blog Nutrição sem neura
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Nutrição sem neura
do UOL
Blog Bella Falconi
Blog Nutrição sem neura
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Bella Falconi
Agência Estado
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Topo