Vida saudável

Bariátrica não é milagre: cirurgia requer cuidados antes e depois

Getty Images
Cirurgia está longe de ser um tratamento estético Imagem: Getty Images

Vivian Ortiz

Do UOL

17/12/2016 08h00

O que o apresentador André Marques, o diretor Boninho e o ator Leandro Hassum têm em comum? Todos optaram pela redução de estômago para emagrecer, assim como muitos brasileiros no ano passado. Tanto que os números da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) mostram que esse tipo de cirurgia cresceu 6,25% em relação a 2014.

No entanto, e apesar dos vários casos de sucesso, o procedimento é complexo e pode não dar certo. Filho de Estevam e Sônia Hernandes, fundadores da igreja Renascer, Felipe Daniel Hernandes morreu na última quarta-feira (14) após ficar cinco anos em coma vegetativo. Em 2005, ele passou por uma cirurgia bariátrica e emagreceu mais de 40 quilos, segundo informações publicadas pela imprensa na época. Contudo, meses depois, teve fortes dores abdominais e precisou ser operado para remover um pedaço obstruído do intestino. Uma das suturas se rompeu, causando hemorragia interna e uma forte infecção, que o levou ao quadro em que permaneceu até o dia de sua morte.

Reprodução/Instagram/@leandrohassum
Leandro Hassum perdeu 63kg depois de uma cirurgia bariatrica no final de 2014 Imagem: Reprodução/Instagram/@leandrohassum

Caetano Marchesini, presidente eleito da SBCBM, nega que seja um procedimento perigoso. “Atualmente, a bariátrica é reconhecida como a forma mais eficaz de tratar obesidade mórbida. Tem os mesmos riscos que qualquer outro tipo de cirurgia e pode ter complicações –como sangramento ou trombose. Ou seja, problemas não necessariamente relacionados à técnica”, explica o médico.

Segundo o profissional, o paciente precisa compreender que fazer a operação é uma decisão para a vida inteira e representa a cura para uma doença, a obesidade. Por isso mesmo, passa longe de ser um tratamento estético ou uma solução mágica.

Os cuidados pré e pós-cirúrgicos incluem apoio nutricional, psicológico e psiquiátrico --caso seja necessário--, além de um acompanhamento multidisciplinar permanente e anual para que a pessoa permaneça saudável e bem longe dos antigos hábitos.

Outra dica, que pode parecer óbvia, mas que é extremamente importante: você deve escolher um profissional especializado no assunto. Atualmente, segundo Marchesini, o Brasil possui a segunda maior sociedade metabólica e bariátrica no mundo. “Procure informações sobre o médico em órgãos reconhecidos pela categoria e use a internet para ir atrás de mais informações. Atitudes assim diminuem as chances de você acabar em mãos erradas”, orienta.

Suporte especializado

Para a vice-presidente da Comissão de Especialidades Associadas da SBCBM (COESAS), Andrea Levy, que também é psicóloga clínica e bariátrica, algo fundamental para o sucesso do procedimento é o bom preparo. "Esta é uma cirurgia eletiva [o paciente agenda o procedimento], não emergencial, e com efeitos para o resto da vida. A pessoa precisa estar com a saúde clínica e mental em ordem”, explica. Por isso, além do diagnóstico clínico, é importante fazer um acompanhamento psicológico bem detalhado antes da operação. "Se descobrirmos uma depressão ou ansiedade, por exemplo, melhor adiar”.

Andrea ainda conta que não é algo comum, mas existe o risco da pessoa trocar o vício da comida por outro --se tiver alguma predisposição. “A absorção do álcool fica mais rápida depois da cirurgia, o que pode gerar um comportamento abusivo em quem já fazia uso de bebidas antes. Mas quero ressaltar que não é o que acontece na maioria dos casos, e, sim, algo em torno de 2% a mais da população que já tem problemas com a bebida”, diz.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
AFP
Estilo
Agência Estado
do UOL
do UOL
Blog do Prem Baba
Estilo
Estilo
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Estilo
Blog Luiz Sperry
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Nutrição sem neura
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
BBC
Estilo
Estilo
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Prem Baba
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Blog Luiz Sperry
do UOL
BBC
Topo