Boa forma

De repente sarado: veja como Chay Suede mudou o corpo em um mês

Reprodução/Instagram
Chay Suede chamou atenção no Instagram pelos braços musculosos Imagem: Reprodução/Instagram

Thamires Andrade

Do UOL

17/03/2017 13h10

Chay Suede tem surpreendido seus seguidores no Instagram ao postar fotos nas redes sociais em que aparece mais musculoso e com as veias saltadas. O motivo? Há um mês o ator tem se dedicado aos treinos de crossfit, modalidade criada nos Estados Unidos para treinar soldados do exército, policiais e bombeiros.

Hoje em dia, a modalidade é uma febre no Brasil e tem ganhado cada vez mais adeptos que gostam de "superar os próprios limites". "Antes de chegar no box, o Chay já estava correndo na lagoa e fazendo algumas aulas particulares de levantamento olímpico, então, quando ele começou a treinar mais forte e regularmente no box, os resultados apareceram muito rápido", explica Natália Kostek, coordenadora técnica do CrossFit JB, box em que o ator treina.

Natália conta que o ator faz muitos exercícios de força, como o levantamento olímpico e o levantamento básico, além de atividades com a barra e o kettlebell. "Ele também gosta muito de condicionamento físico. Então, faz remo, corre, pula corda, tudo para ter um gás na capacidade aeróbica", conta.

 

bom dia, amanhã já é bahia ?

A post shared by chay (@chay)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Aula em três partes

As aulas de crossfit do box que o ator frequenta duram uma hora e são divididas em três partes. A primeira consiste no aquecimento, enquanto a segunda é a parte técnica e de força da aula em que algum movimento diferente é ensinado aos alunos. "Ensinamos o levantamento terra, por exemplo, e aí vamos corrigindo a postura dele para, depois, aumentar a carga e fazer séries de força, como na musculação mesmo", fala.

Na sequência é a última parte da aula, o wod, também conhecido pelos crossfiteiros como "work out of the day" (atividade do dia, em livre tradução), em que o professor liga o cronômetro e os alunos devem fazer uma tarefa com exercícios de força e condicionamento físico. "A carga nessa parte da aula é reduzida e pedimos para que os alunos façam o maior número de repetições possíveis da sequência de exercícios dada durante 13 minutos. Cada dia é uma atividade diferente. Hoje, por exemplo, ele fez levantamento terra, remou, fez o wall ball [jogar uma bola pesada acima da cabeça na parede] e depois flexão de braço", conta.

Benefícios

Os principais benefícios da modalidade, segundo Natália, é que, por ser de alta intensidade, o ganho de condicionamento físico é muito superior ao de outras atividades. "Ter que fazer os exercícios em determinado tempo exige que os alunos ultrapassem os limites. Como o condicionamento físico é maior, os resultados corporais também aparecem mais rápido. Há um aumento na massa magra, diminuição da massa gorda e os alunos costumam ficar mais definidos", explica.

Outra consideração de Natália é que o crossfit trabalha outros componentes que não são trabalhados na musculação, como flexibilidade, coordenação e equilíbrio. “O Chay pode aproveitar esses ganhos para o personagem dele, já que ele fica mais ágil e tem mais disposição para aguentar os ritmos puxados das gravações”, conta.

 

um morto muito louco

A post shared by chay (@chay)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

on

Contraindicação?

Segundo a coordenadora técnica do CrossFit JB, não existe uma contraindicação para fazer a atividade, mas o ideal é que todo novo aluno consulte um médico antes de iniciar as aulas para que o professor possa adaptar os treinos, caso ele tenha alguma condição de saúde. "Tenho aluno de 70 anos com hérnia de disco, outro com necessidade especial e com a coordenação motora afetada. O crossfit é uma atividade inclusiva", explica.

Com esse diagnóstico em mãos, Natália explica que é possível adaptar os treinos para todos. “Se o aluno tem pressão alta, não poderá ficar muito tempo em isometria, por exemplo. Se tem uma lesão no joelho, a amplitude de alguns exercícios, como o agachamento, terá que ser menor. Dá para trabalhar adaptado”, fala.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Bloomberg
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
RedeTV! Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Topo