Vida saudável

Stênio Garcia cai e quebra costelas; conheça sinais de vulnerabilidade

Reprodução/Instagram
O ator Stênio Garcia e a mulher, Marilene Saade, em um hospital do Rio de Janeiro Imagem: Reprodução/Instagram

Adriana Nogueira

Do UOL

Stênio Garcia, 84, caiu em sua casa, no Rio de Janeiro, e fraturou duas costelas, nesta segunda-feira (27). Em seu perfil no Instagram, a mulher do ator, Marilene Saade, contou que ele quebrou duas costelas e terá de passar por uma cirurgia. Segundo o documento “Quedas em Idosos: Prevenção”, da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a queda é o mais sério e frequente acidente doméstico que ocorre com idosos e a principal causa de morte acidental em pessoas acima de 65 anos.

Para a geriatra Flávia Barros de Azevedo, do Hospital das Clínicas de São Paulo, mais importante do que a idade, existem sinais físicos que possibilitam na mensuração do risco de queda.

“Há testes que podem ser feitos em consultório pelo geriatra [médico especializado no atendimento dessa população]. Costumo pedir que o paciente sente e levante de uma cadeira cinco vezes, sem apoiar. Também meço a panturrilha para verificar se há sarcopenia [perda de fibras musculares]. Um número menor do que 32 cm indica maior vulnerabilidade a quedas”, afirma Flávia.

A médica diz que, mesmo um idoso saudável, está sujeito a problemas próprios do envelhecimento. “Ao longo do tempo, a pessoa perde equilíbrio, acuidade visual [capacidade de perceber a forma e o contorno dos objetos], força muscular. Então, naturalmente, corre maior risco de cair.”

De acordo com dados do Ministério da Saúde, anualmente, de 30% a 60% da população com mais de 65 anos cai e se machuca. De acordo com a geriatra, as lesões mais comuns são fraturas de coluna vertebral, de braço e de antebraço.

O arquiteto Ivan Cassola, idealizador da plataforma Ark Dek, diz que é preciso ajustar a casa à medida que o morador envelhece. A seguir veja conselhos para tornar o ambiente mais seguro e minimizar o risco de quedas.

Iluminação

Segundo o arquiteto, vale reforçar os pontos de iluminação, principalmente em áreas de maior circulação, como os caminhos para o banheiro e a cozinha.

Tapetes

Cassola fala que é fundamental eliminar esse item da decoração da casa. “O artifício de fixar tapete com fitas adesivas não vale o risco. Eu não aconselho.”

Móveis

O arquiteto indica dar preferência a móveis mais robustos, pois o idoso costuma se apoiar para sentar e levantar. Ainda sobre mobiliário, ele diz que o melhor é optar por uma decoração com menos itens e evitando os muito baixos, como pufes.

Pisos

Deve-se evitar revestimentos muito lisos como porcelanato polido, principalmente no banheiro. Na impossibilidade de trocar, Cassola recomenda aplicar fitas antiderrapantes para aumentar a aderência. Se a moradia tiver taco de madeira, a manutenção é fundamental para garantir que não haja peças soltas nem com relevo.

Escadas

Cassola afirma que o ideal é que a casa não tenha, mas, se houver, que haja corrimões dos dois lados e fitas de cores fortes –daquelas usadas em vidros—para ajudar o idoso a perceber onde termina o degrau.

Banheiro

Além do já citado cuidado com a escolha do piso, o arquiteto recomenda a colocação de barras de apoio dentro da área do boxe e perto do vaso sanitário.

Quadros

Cassola fala ainda que quadros e outros objetos decorativos de parede não devem ser colocados em áreas de circulação, pois há o risco de o idoso se apoiar na parede, derrubar o item e se machucar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Topo