Vida saudável

Carne e álcool atrapalham o sono, veja alimentos a evitar antes de dormir

Getty Images
Imagem: Getty Images

Débora Lublinski

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/06/2017 04h00

Ter uma boa noite de sono tem muita relação com o que você come na última refeição. Alguns alimentos podem deixar você mais acelerada, enquanto outros atrapalham o estado do sono reparador, o mais profundo. Aí, não dá outra: ao acordar, você ainda se sente cansada.

É por isso que vale a pena ficar mais atenta ao que está colocando no prato do jantar. "Também tente respeitar um intervalo de cerca de duas horas entre a refeição e a hora de ir para a cama. O corpo precisa se preparar para o descanso", avisa Elaine de Pádua, mestre em nutrição pela Unifesp, de São Paulo. Para dar uma forcinha, não se esqueça de mastigar bem os alimentos, o que facilita a digestão.

Os seis tipos de alimentos abaixo podem atrapalhar o sono. Se noites maldormidas têm sido constantes na sua vida, vale tirá-los do cardápio da noite.

1. Café e chás com cafeína

Todo mundo sabe que o café é o inimigo número 1 do sono. Mas nem sempre lembramos que outras bebidas e alimentos também contêm cafeína, um estimulante. "É comum tomar um chá para relaxar. Mas, atenção, pois chá preto, chá mate, chá verde, matchá, chá branco e chimarrão também são ricos em cafeína", adverte Larissa Santana, nutricionista do Kurotel Centro Médico de Longevidade e Spa, em Gramado (RS). Melhor apostar nos chás de camomila e erva-cidreira, em pequenas porções, já que o excesso de líquido também pode atrapalhar o sono, caso precise ir ao banheiro Também modere a quantidade de chocolate, pois tem cafeína.

2. Açúcar

Sabe aquela visita à geladeira logo antes de ir para a cama? Evite os doces! O açúcar é responsável por aumentar o índice glicêmico, ou seja, a velocidade na qual a glicose entra na corrente sanguínea. "Isso causa um pico de energia seguido de queda após 30 a 60 minutos da ingestão, podendo prejudicar o sono, causar ansiedade e estimular a fome noturna", explica Haline Dalsgaard, mestre em Nutrição Humana pelo Instituto de Nutrição Josué de Castro, no Rio de Janeiro. Além disso, a insulina, hormônio que capta a glicose, concorre com o hormônio do crescimento, que é secretado durante à noite e, entre outros benefícios, fortalece o sistema imunológico, combate a obesidade e adia os sinais de envelhecimento. Ficar sem sobremesa não é uma opção para você? Vale, então, esperar cerca de uma hora e meia para dormir.

3. Álcool

Aqui tem pegadinha: tomar bebidas alcoólicas à noite induz a um falso relaxamento. "Na verdade, dependendo da quantidade, o efeito pode ser o contrário, pois o álcool aumenta o fluxo sanguíneo do organismo e ativa o sistema nervoso central", fala Elaine de Pádua. Isso favorece um sono fragmentado, o que impede atingir o estado mais profundo e reparador. Resultado: você pode até conseguir dormir, mas, no dia seguinte, o cansaço não vai dar trégua.

4. Especiarias

Gengibre, pimenta, canela, cúrcuma e especiarias em geral também entram nessa lista. "Eles aumentam a produção de calor e o metabolismo, o que pode contribuir para a insônia", diz a nutricionista Haline. Como são usadas pequenas quantidades das especiarias na hora de cozinhar, o ideal é avaliar caso a caso se esse tipo de alimento está atrapalhando o seu sono. Mas uma sopa quentinha de abóbora com gengibre à noite pode não ser tão relaxante assim.

5. Alimentos gordurosos e ácidos

Especialmente para quem costuma ter azia e refluxo, frituras, empanados, biscoitos recheados e salgadinhos devem ser evitados. "A gordura retarda o esvaziamento gástrico e, por isso, deixa a digestão mais lenta", adverte Haline. Entram também aqui alimentos ácidos, como molho de tomate, condimentos apimentados, suco de limão e bebidas gaseificadas, que podem irritar a parede do esôfago, dando a sensação de queimação. O desconforto pode aumentar na posição deitada e, por isso, recomenda-se aguardar de 2 a 3 horas após a última refeição para dormir.

6. Carne vermelha

Comer um filé mignon no jantar não vai impedir você de ter uma boa noite de sono. Mas se esbaldar em um churrasco, por exemplo, pode, sim, causar insônia. "A digestão da proteína, especialmente a da carne vermelha, é muito lenta, o que prejudica a fase de sono reparador. No final do dia, recomendo peixe e frango", diz Elaine. Se você é adepta da malhação e consome suplementos proteicos perto da hora de dormir, fique atenta, pois esse hábito também pode atrapalhar o seu merecido descanso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

BBC
do UOL
BBC
do UOL
Redação
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Topo