Vida saudável

Por que você não está livre de travar as costas como JLo neste vídeo?

Adriana Nogueira

Do UOL

07/06/2017 15h59

Jennifer Lopez travou as costas ao dançar em um show em Las Vegas, na semana passada, tendo de ser levantada do palco por seus dançarinos. O vídeo com a performance –e a cara de dor da artista— chocou fãs mundo afora. Segundo o ortopedista Alexandre Fogaça, membro da Sociedade Brasileira de Coluna, nem todo o preparo físico do mundo é capaz de livrar alguém de uma crise de lombalgia aguda, problema que afetou a diva.

“Não adianta, 80% das pessoas terão, em algum momento da vida, com maior ou menor intensidade, uma dor na região lombar”, afirma Fogaça.

Abuso de esforço

O ortopedista diz que as causas mais comuns da dor são inflamação ou distenção muscular. No caso de JLo, muito provavelmente, o problema foi causado por esforço além da capacidade do músculo de suportar. No caso da cantora, ela tem apresentado a coreografia quatro vezes por semana, pois está em temporada na cidade americana.

“O tratamento provável, no caso dela, deve ter sido analgésico, anti-inflamatório, e uns três dias de repouso. Além disso, outro cuidado seria fazê-la submeter a exercícios de reabilitação do músculo com um fisioterapeuta”, explica Fogaça.

Cumprido esse protocolo, salvo outras complicações, ela poderia voltar a fazer a mesma coreografia, sem maiores preocupações.

Alerta para problemas mais sérios

O médico, no entanto, diz que, se a dor persistir, é o caso de investigar problemas mais graves, como hérnia de disco ou artrose. O caminho, em geral, é a realização de exames de imagem, como tomografia e ressonância magnética.

Outras situações que merecem atenção especial é se a dor lombar acontece em crianças ou idosos, se ela acontece à noite, mesmo sem esforço, ou se é acompanhada de perda do controle de xixi e cocô.

“O que aconteceu com a cantora mostra ainda que, independentemente de se ter ou não preparo físico, para praticar qualquer atividade é preciso ter acompanhamento de um educador físico”, diz Fogaça.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Notícias
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo