Vida saudável

Trata com pílula? Aumenta acne? 11 mitos e verdades do ovário policístico

Getty Images
Imagem: Getty Images

Helena Bertho

do UOL

16/06/2017 04h00

Se você não convive com a tal da síndrome do ovário policístico (SOP), muito provavelmente tem uma amiga ou irmã com o problema. Afinal, segundo um estudo norte-americano, uma a cada 15 mulheres em idade de ter filhos tem a doença.

Mas, assim como ela é comum, um monte de mitos sobre a síndrome também é. Por isso, conversamos com especialistas no assunto para contar aqui o que é verdade ou lenda sobre a SOP.

1. É a mesma coisa que cisto no ovário

Mito. A SOP tem como um de seus possíveis sintomas a presença de microcistos nos ovários. É que ela faz com que a ovulação não aconteça todo mês e, por isso, os folículos ficam ali no ovário. Já os cistos são maiores e causados por outros problemas não-hormonais.

2. É uma alteração hormonal

Verdade. Na real, ela é uma doença que pode ter várias causas e, por isso mesmo, vários sintomas além dos ovários policísticos. Uma das causas possíveis é o aumento na produção de hormônio masculino. Outra é um desequilíbrio no metabolismo de açúcar, o que aumenta sua presença no sangue. Ou ainda inflamações no corpo.

3. O diagnóstico é feito com ultrassom

Mito. O ultrassom é uma das etapas, mas não é a única. Entre 20% e 25% das mulheres têm a presença dos microcistos nos ovários, mas não sofrem com a síndrome. Por isso, além do ultrassom é feito exame de sangue e análise dos outros sintomas para o diagnóstico correto da SOP. Até porque, alguém pode ter a síndrome e os microcistos não aparecerem no ultrassom.

4. Enche a cara de espinha e o corpo de pelos

Parcialmente verdade. Esses sintomas podem aparecer como resultado dos altos níveis de hormônios masculinos, mas nem todas as mulheres com SOP sofrem com eles. Varia de acordo com o caso, mas são os principais sintomas para diagnóstico.

5. A menstruação fica irregular

Verdade. Como a mulher com SOP não ovula todo mês, ela não menstrua todo mês.

Getty Images
Imagem: Getty Images

6. Aumenta as cólicas

Mito. Não existe ligação direta entre as cólicas e a SOP na maioria dos casos. O que pode acontecer é que, depois de muitos anos, o acúmulo dos microcistos seja tão grande que os ovários fiquem inchados e isso pode fazer com que a mulher tenha cólicas.

7. Causa infertilidade

Mito. Na verdade, ela dificulta a gravidez, mas a mulher continua fértil. É que, como ovula menos, tem menos chances de engravidar mesmo, já que a fecundação acontece exatamente no período próximo à ovulação (chamado de período fértil).

8. Engorda

Verdade. Um dos possíveis sintomas é o ganho de peso, por causa do acúmulo de açúcar no sangue ou dos desequilíbrios hormonais.

9. Dá para tratar com a pílula

Mito. Dá para controlar alguns dos sintomas, como as espinhas e aumento dos pelos com a pílula. Mas para tratar a síndrome é preciso focar nas suas causas. Um dos principais tratamentos está ligado a uma dieta saudável e exercícios físicos. Podem ainda ser usados remédios para diabetes para controlar o metabolismo do açúcar.

10. Dieta é uma solução

Verdade. Quando a mulher tem o diagnóstico da SOP ela vai precisar mudar sua alimentação e seu estilo de vida. Não só pela questão do peso, mas para manter a síndrome sob controle e evitar complicações, como a diabetes. Algumas pessoas conseguem controlar apenas com esses novos hábitos, mas outras podem precisar de remédios, como a pílula. 

11. Não tem cura

Verdade. A síndrome do ovário policístico é para a vida toda. É possível manter sob controle e diminuir os sintomas, mas ela nunca vai passar. Para cada mulher e em cada fase da vida um tipo de tratamento que funciona melhor. É o médico quem vai analisar o procedimento ideal a seguir.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Notícias
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo