Vida saudável

Hipotireoidismo e até depressão: o que seu cansaço está querendo te dizer?

iStock
Imagem: iStock

Claudia Dias

Colaboração para o UOL

25/07/2017 04h10

Há poucos anos, na praia, a administradora Carolina Godoy, de 35 anos, começou a sentir um sono incontrolável. "Não era preguiça que se resolvia com cochilo. Eu sentia necessidade de dormir. Às vezes, dormia até sentada", lembra. Somando-se o inchaço no corpo sem motivo aparente, desconfiou que algo andava errado.

De volta a São Paulo, onde mora, seus exames de sangue apontaram que a tireoide estava desregulada. "Jamais imaginei que seria isso, porque ninguém na família tem esse problema", comenta. Por orientação de um endócrino, começou a ser medicada para controlar um hipotireoidismo.

À época, a situação se normalizou. Um ano e meio mais tarde, porém, o cansaço voltou a se manifestar, tão intenso quanto antes. "Eu tinha preguiça de fazer as coisas, uma indisposição, só vontade de dormir", relata. Não deu outra: as funções da tireoide estavam novamente alteradas, o que levou o médico a aumentar a dosagem e indicar o uso contínuo da medicação.

Quando o cansaço indica um problema de saúde

iStock
Imagem: iStock
Hipotireoidismo é apenas uma das várias doenças que têm o cansaço como indício. "Este talvez seja um dos sintomas mais comuns", diz Francisco Torggler Filho, clínico geral e geriatra do Hospital Sírio-Libanês.

O diagnóstico do cansaço é clínico e, de acordo com o especialista, "se caracteriza por uma sensação generalizada de fraqueza e de falta de vitalidade, que afeta a capacidade de trabalhar e de realizar tarefas intelectuais e mesmo as habituais, do dia a dia, além de sonolência, sem que esteja associado a outros sintomas específicos".

Há que se lembrar, é claro, que a exaustão constatada depois de um esforço fora da rotina é esperada e normal, bem como aquela relacionada à falta de preparo físico. O problema é quando a fraqueza se mostra intensa e se estende por mais tempo que uma óbvia reação diante de estímulos extras.

"Toda sensação de cansaço persistente e duradoura, fora do seu nível habitual e que esteja afetando as atividades habituais da vida diária deve ser considerada como potencialmente anormal e ser avaliada pelo médico para um diagnóstico correto", ressalta Mauro Iervolino, clínico geral do Hospital Israelita Albert Einstein.

Abaixo, listamos algumas patologias bastante comuns associadas ao cansaço. Procure um médico, caso identifique tais situações na sua rotina:

Fontes: Mauro Iervolino (clínico geral), Paulo Rosenbaum (endocrinologista), Pedro Wey (otorrinolaringologista), Ricardo B. Magaldi (pneumologista), Marcelo Franken (cardiologista), Jacyr Pasternak (infectologista) e Ana Merzel (coordenadora do serviço de psicologia), do Hospital Israelita Albert Einstein, e Francisco Torggler Filho (clínico geral e geriatra), do Hospital Sírio-Libanês.

Hipotireoidismo

O que é: problema decorrente da diminuição da produção do hormônio da tireoide, que leva à redução de várias funções no organismo.
Por que ocorre o cansaço: um organismo com funcionamento lento deixa a pessoa sem pique.
Como o cansaço se manifesta: diminuição de disposição e raciocínio, sonolência.
Sintomas associados: pele seca, queda dos cabelos, sensação de frio, constipação intestinal, falta do apetite, inchaço.

Diabetes

O que é: produção insuficiente de insulina ou quando o hormônio não consegue agir adequadamente, provocando aumento da glicose no sangue.
Por que ocorre o cansaço: a falta ou dificuldade da ação da insulina provoca o acúmulo de glicose no sangue, aumentando o volume de urina e provocando desidratação. Os carboidratos ingeridos, que deveriam ser utilizados para gerar energia, não são aproveitados.
Como o cansaço se manifesta: indisposição, fraqueza, fadiga.
Sintomas associados: excesso de fome, de sede e de urina, perda de peso e de força, disposição e até alterações do nível de consciência.

Anemia

O que é: desordem sanguínea causada pela redução de hemoglobina e glóbulos vermelhos, podendo ser decorrente da deficiência na produção ou do excesso de destruição destes elementos.
Por que ocorre o cansaço: com a taxa de glóbulos vermelhos reduzida no sangue, o transporte de oxigênio dos pulmões para todo o organismo é prejudicado; menos oxigênio disponível para as células causa maior sensação de cansaço.
Como o cansaço se manifesta: falta de energia, menor disposição, fraqueza.
Sintomas associados: pele e mucosas pálidas, indisposição, batimentos cardíacos acelerados.

Apneia do sono

O que é: a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é a interrupção recorrente do fluxo de ar na via aérea superior durante o sono, com baixa dos níveis de oxigênio e despertares frequentes.
Por que ocorre o cansaço: a fragmentação do sono por conta das pausas respiratórias constantes impedem que a pessoa atinja as fases mais profundas do sono.
Como o cansaço se manifesta: fadiga, sensação de sono não reparador.
Sintomas associados: falta de concentração, sonolência diurna, alterações de humor, perda de memória, déficit de atenção.

Enfisema pulmonar e bronquite crônica

O que são: doenças pulmonares bastante associadas à exposição ao cigarro (fumantes ativos e passivos), que provoca lesão dos alvéolos pulmonares, inflamação das vias aéreas e contração da musculatura que envolve os brônquios.
Por que ocorre o cansaço: tais alterações comprometem a capacidade de oxigenação do sangue.
Como o cansaço se manifesta: cansaço diante de esforços e falta de ar.
Sintomas associados: tosse produtiva (elimina a secreção) e chiado no peito.

Asma

O que é: doença crônica de inflamação das vias aéreas (brônquios e bronquíolos), que está relacionada a fatores genéticos e ambientais ou situações a que estamos expostos no dia a dia.
Por que ocorre o cansaço: a inflamação pode levar a crises de asma, quando ocorre edema da mucosa dos brônquios, aumento da secreção das vias aéreas e contração da musculatura que envolve os brônquios. Desta forma, fica mais difícil para o ar passar pelos brônquios.
Como o cansaço se manifesta: falta de ar, cansaço muscular.
Sintomas associados: tosse recorrente, desconforto no peito e chiado.

Insuficiência cardíaca

O que é: quando o coração não consegue bombear o sangue adequadamente, o que leva ao acúmulo de sangue em outros órgãos.
Por que ocorre o cansaço: há um extravasamento de líquido da região vascular para onde deveria ter ar, onde ocorrem as trocas gasosas e, com isso, pode surgir o cansaço.
Como o cansaço se manifesta: falta de ar, dificuldade para respirar, fadiga diante de esforço, fraqueza, pouca força, falta de ânimo.
Sintomas associados: inchaço, tosse, ganho de peso, perda de apetite, náusea e vômito.

Depressão

O que é: doença caracterizada pelo humor triste e desânimo crônicos, podendo também afetar outras esferas, como a cognição e a psicomotricidade --integração das funções motoras e psíquicas.
Por que ocorre o cansaço: a pessoa perde a vontade de realizar atividades e se sente desmotivada, com cansaço constante.
Como o cansaço se manifesta: fadiga, perda de energia, sem ânimo para atividades diárias.
Sintomas associados: baixa autoestima, humor deprimido, desânimo, perda de interesse e da capacidade de sentir prazer, apetite alterado, pessimismo, entre outros.

Insuficiência coronária

O que é: quando alguma artéria coronária se encontra entupida, o coração sofre, bombeando menos sangue, o que provoca o acúmulo desse sangue em outros órgãos.
Por que ocorre o cansaço: diante do acúmulo de sangue, há um extravasamento de líquido da região vascular, gerando o cansaço.
Como o cansaço se manifesta: falta de ar, fadiga.
Sintomas associados: dor no peito, tosse seca, tontura, inchaço, má circulação, entre outros.

Gripe

O que é: doença infecciosa provocada pelo vírus influenza.
Por que ocorre o cansaço: o corpo usa todas as energias para combater os microorganismos.
Como o cansaço se manifesta: fraqueza, falta de força.
Sintomas associados: febre alta, dor muscular, náusea e vômito, além de sintomas de infecção respiratória baixa --tosse, dor torácica.

Mas não é só. O cansaço ainda pode ser indicação de outros problemas de saúde, entre os quais:

  • Anorexia e outros distúrbios alimentares
  • Doença renal crônica
  • Insuficiência hepática
  • Fibromialgia
  • Lúpus
  • Artrite
  • Síndrome de fadiga crônica
  • Alergia ao glúten
  • Câncer
  • Lúpus e outras doenças autoimunes
  • Doenças musculares e neurológicas
  • Estresse
  • Hipertensão
     

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Blog do Prem Baba
Estilo
Estilo
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Estilo
Blog Luiz Sperry
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Nutrição sem neura
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
BBC
Estilo
Estilo
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Prem Baba
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
Blog Luiz Sperry
do UOL
BBC
BBC
BBC
do UOL
do UOL
Topo