Boa forma

Academia 24 horas: tem gente malhando de madrugada. Isso faz bem?

iStock
Imagem: iStock

Thamires Andrade

Do UOL

24/08/2017 04h15

Algumas academias estão ampliando o horário de funcionamento e oferecendo serviço 24 horas. O gerente de marketing digital Raul Costa, 31, é um dos que tem se beneficiado deste horário e só assim encontrou uma maneira de se manter firme nos exercícios.

"Como sou notívago, tenho mais energia à noite do que pela manhã. Então eu já estava acostumado a sair do escritório e ir para a academia, mas só tinha uma hora para treinar, das 22h às 23h, quando fechava. Ter encontrado uma academia 24 horas me fez criar uma constância. Agora treino de duas a três vezes por semana de madrugada."

O gerente de marketing digital chega depois da meia-noite e fica até às 2h da manhã no local. "Depois vou para casa, tomo um banho, relaxo e durmo até às 9h. Essa mudança de horário de treino me fez dormir melhor e ficar mais disposto", diz.

Mas, afinal, é prejudicial treinar nesse horário?

Arquivo Pessoal
Na calada da noite: Raul Costa, 31, só engatou nos treinos depois de começar a treinar na madrugada Imagem: Arquivo Pessoal
A verdade é que não existem estudos comprovando benefícios de treinar nesse horário. E o maior problema é se submeter ao risco de desregular ou até se privar do sono. Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech, explica que, claro, tudo vai depender do organismo da pessoa, que pode se adaptar com essa rotina ou não.

"Mas se quiser treinar de madrugada, é preciso ter o costume de sempre ir naquele determinado horário. Ficar mudando de horário atrapalha o organismo", explica Netto. A principal alteração no corpo, de acordo com os especialistas ouvidos pelo UOL, é a hormonal, já que a melatonina, conhecida como hormônio do sono, é produzida na parte da noite.

"É esse hormônio que nos prepara para dormir. Aí se nesse período, você se expõe à luz e atividade física, pode inibir a produção do hormônio. O corpo humano está menos preparado para dormir em outros horários. Às vezes, por estar muito cansado, ele até consegue dormir, mas pouco e com pouca qualidade, já que o organismo não está no momento ideal para o sono", pondera Geraldo Lorenzi pneumologista e vice-presidente da ABS (Associação Brasileira de Sono).

Uma outra questão é que o exercício pode servir como um estimulante para muita gente. "Várias ações fisiológicas acontecem durante a noite. O corpo tem uma queda de temperatura para se preparar para dormir. Mas aí quando a pessoa se execita acaba acelerando o metabolismo e esquentando o corpo, o que pode retardar ainda mais o início do sono", explica Lorenzi.

Avalie se não está ficando cansado demais durante o dia

Contra a prática de atividades nesse horário, o médico ainda acredita que a nossa sociedade não respeita o sono e pode pagar caro por se privar desses momentos de descanso. "Uma série de estudos já mostrou que quem dorme menos de cinco horas tem maior risco de pressão alta, AVC, infarto e depressão... Tudo porque o nosso sistema de alerta fica ativo por muito tempo e não se recupera a tempo."

Na opinião de Lorenzi, quem treina de madrugada precisa avaliar melhor sobre seu horário de sono. “A pessoa precisa avaliar se não está correndo risco de se privar do sono, se está cansado na parte diurna e etc. Até porque a inversão do dia pela noite é mais teórica do que prática, pois, no fim, temos que realizar uma série de atividades de dia e acabamos dormindo menos que o necessário”, acredita.

Quero malhar nesse horário, e agora?

Natália Buzzoni, professora da Smart Fit, e Netto acreditam que é melhor treinar de madrugada do que ficar no sedentarismo, no entanto, é preciso tomar alguns cuidados. Um deles é organizar os horários. “O aluno tem que pensar que mesmo treinando de madrugada, ele precisa das suas horas necessárias de sono”, explica Natália.

“Provavelmente, não é o melhor horário para treinar, até existem estudos que avaliam que a capacidade de força entra em declínio depois das 21h. Mas se só pode nesse horário é melhor do que nada. Só não dá para ficar sem descansar de seis a oito horas por dia, pois isso atrapalha até os resultados do treino. O sono é muito reparador e estimula o condicionamento físico dos treinos”, fala Netto.

Outra questão importante, na opinião da professora da Smart Fit, é manter um treino mais enxuto para não atrapalhar o fluxo do sono. “O treino de madrugada não precisa ser diferente dos outros momentos do dia, mas precisamos pensar na sua duração, pois quanto mais extenso, maior a chance de atrapalhar a hora de dormir.”

Para quem pensa em treinar nesse horário, a sugestão de Raul Costa é buscar uma academia de fácil acesso, até pelos perigos da cidade, e se acostumar a acordar mais tarde do que o normal. ”Você não pode deixar de descansar. Acho que tudo depende de cada um... Mas, para mim, que sinto muita fome à noite, treinar de madrugada é bom, pois posso comer e malhar depois, em vez de fazer aquele processo de comer e já dormir."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Estilo
do UOL
Blog do Fernando Guerreiro
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Fernando Guerreiro
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Especiais
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo