Vida saudável

Os erros mais comuns ao usar lentes de contato e como evitá-los

iStock
Imagem: iStock

Thiago Varella

Colaboração para o UOL

01/09/2017 04h10

Um novo estudo feito nos Estados Unidos, pelo CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças), revelou que muitas das infecções oculares causadas pelo uso de lentes de contato levaram a danos permanentes na visão. A pesquisa analisou um total de 1.075 casos.

Uma em cada cinco pacientes precisou de um transplante de córnea ou teve uma severa redução na visão. A maior parte das infecções analisadas pelo estudo poderia ser facilmente prevenida com cuidados bem básicos no uso das lentes de contato.

Lentes gelatinosas aumentam as inflamações em 20 vezes

Aqui no Brasil, um estudo feito com 210 pacientes pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, presidente do Instituto Penido Burnier e membro do CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), detectou que o uso prolongado de lentes de contato gelatinosas aumentos em até 20 vezes o risco de inflamação e úlcera na córnea.

“O grande problema das lentes de contato é que as pessoas as utilizam de maneira indiscriminada. Muitos usuários de lente não possuem nem ao menos um par de óculos. Esse uso abusivo pode causar problemas graves como a ceratite infecciosa, uma inflamação grave na córnea", contou.

Se não for utilizada corretamente, a lente de contato pode ser contaminada por um parasita ou bactéria. Muita gente ainda dorme com a lente, a deixa exposta na pia do banheiro, não faz a higienização correta, compra produtos de origem duvidosa e não respeitam a data de validade.

Respeite a validade das lentes e não pense só na economia

iStock
Imagem: iStock

"No uso da lente de contato gelatinosa, é preciso respeitar o tempo do descarte. Se o tempo de uso for de uma semana, tem que usar durante uma semana. Para economizar o dinheiro, muita gente acaba estendendo o prazo e isso é muito perigoso", explicou o médico Arlindo Portes, diretor da Sociedade Brasileira de Oftalmologia e professor de oftalmologia da Universidade Estácio de Sá.

Desinfete da maneira certa: apenas soro fisiológico não basta

A lente de contato é sempre um corpo estranho que está sobre os olhos. Por isso, precisa ser muito limpa e desinfetada para não levar bactérias aos olhos. O problema é que muita gente acha que apenas o uso de soro fisiológico na lente basta para limpá-la.

"É preciso usar sempre as soluções adequadas e que não causem alergia. Esses produtos possuem efeito bactericida, ao contrário do soro fisiológico que apenas hidrata a lente", afirmou Queiroz Neto.

Algumas pessoas reclamam que o desinfetante causa alergia ou alguns incômodos aos olhos. Segundo Portes, existem alternativas para este tipo de problemas. "O desinfetante vai na lente e não no olho. Por isso, ao retirar a lente da substância, é possível lavá-la em soro, por exemplo, e, só depois, colocar no olho", explicou.

Atenção com as lentes compradas pela internet

Outro grande problema é a compra indiscriminada de lentes de origem duvidosa na internet. É sempre importante verificar se a lente adquirida tem o controle da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

"A gente não sabe o tipo de controle que a lente comprada na internet tem. Eu entendo que essas lentes costumam ser mais baratas, mas, muitas vezes, não são de boa qualidade. Toda lente, por exemplo, tem um coeficiente de permeabilidade para que o ar possa passar por ela e chegar à córnea. Não temos a certeza disso na lente comprada online", disse Queiroz Neto.

Cuidados básicos (e essenciais) que você deve ter ao usar lentes

  1. Sempre lave as mãos antes de manuseá-las;
  2. Use solução higienizadora para limpá-las e enxaguá-las e coloque-as no estojo;
  3. Evite o uso apenas do soro fisiológico e da água na limpeza;
  4. Retire as lentes antes de remover a maquiagem e quando usar spray no cabelo;
  5. Coloque as lentes sempre antes da maquiagem;
  6. Guarde o estojo em ambiente seco e limpo;
  7. Troque o estojo das lentes a cada três meses;
  8. Respeite o prazo de validade;
  9. Nunca durma com lentes, mesmo as liberadas para uso noturno;
  10. Interrompa o uso a qualquer desconforto ocular e procure o oftalmologista;
  11. Retire as lentes durante viagens aéreas por mais de três horas; e,
  12. Não entre no mar ou piscina usando lentes sem óculos de natação.
     

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luiz Sperry
Cintia Cercato
Blog Bella Falconi
Blog do Prem Baba
do UOL
BBC
BBC
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
Agência Estado
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Nutrição sem neura
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Adriana Vilarinho
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
BBC
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
BBC
Blog do Prem Baba
Blog Luiz Sperry
do UOL
do UOL
Topo