Beleza

Box braids: saiba tudo sobre as tranças afro que brilham nas famosas

Reprodução
Anitta, Beyoncé, Karol Conka, Ludmilla e Taís Araújo são algumas das celebridades que já desfilaram por aí com "box braids" Imagem: Reprodução

Do UOL

24/01/2018 04h00

Anitta, Ludmilla, Tais Araújo, Beyoncé, Karol Conka... É enorme a lista de celebridades que aderiram às "box braids" ou tranças afro. Feitas com extensões de cabelos artificiais ou até lã, elas têm se tornado referência de estilo para as mulheres negras.

Mas não é só isso: as tranças são grandes aliadas para quem está fazendo a transição capilar para assumir os cachos e também ajudam a cuidar de cabelos maltratados por procedimentos químicos. Com ajuda da youtuber e cabeleireira Jacy July e da cabeleireira Diva Green, responsável pelos fios de nomes como Linn da Quebrada e Liniker, o UOL reúne aqui tudo o que você precisa saber para aderir ao estilo.

Veja mais

O que exatamente são as "box braids"?

São tranças feitas com extensão, seja de cabelo sintético ou lã. A aplicação é feita trançando a extensão ao cabelo natural, sem uso de cola ou outros materiais para fixar. Ela pode ser da cor do cabelo da pessoa ou colorida, e o comprimento também pode variar. As pontas podem ficar soltas, ser queimadas ou amarradas. A escolha é sua.

Qual a diferença entre os materiais?

A principal diferença é a aparência. Além da lã, existem diferentes tipos de cabelos sintéticos. Alguns podem parecer mais artificiais e outros, mais naturais. Além disso, o peso dos fios é importante. No caso de "braids" muito longas, se eles forem pesados, pode incomodar. Os mais leves também são mais fáceis para fazer penteados.  

Quem pode fazer

Qualquer pessoa, preferencialmente de cabelo cacheado. As "box braids" foram pensadas para os cabelos afros e não fixam muito bem nos lisos. O comprimento mínimo do cabelo necessário para trançar varia. Segundo Jacy July, algumas trancistas conseguem usar a técnica em fios com um centímetro.

Além do estilo, elas são muito procuradas por quem está querendo assumir os cachos, pois oferecem uma alternativa para o momento da transição, quando o cabelo está com a raiz natural, mas as pontas alisadas.

E como ela ajuda a proteger o cabelo?

É que quando você faz as tranças, seus fios naturais ficam protegidos dentro da extensão. Logo não são expostos ao sol, vento e todas as agressões externas, o que ajuda a se recuperarem.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quanto tempo leva a aplicação

Isso varia de acordo com a habilidade de quem faz --você mesma pode fazer as suas, se aprender a técnica-- e o comprimento das tranças. Até o ombro, pode tomar cerca de cinco horas. Já com as extensões indo até a cintura, pode chegar a 12 horas de trabalho.

Dói para colocar ou usar?

Um pouco sim, porque puxa os cabelos e acrescenta ao coro cabeludo um peso novo, ao qual ele não estava acostumado. Mas o nível de dor varia de acordo com a sensibilidade da pessoa. As especialistas alertam, porém, que dor insuportável não é normal. Se, logo na primeira trança, sentir muita dor, melhor nem continuar ou procurar outra profissional para aplicar.

Quanto tempo duram

Depende de pessoa para pessoa, mas entre 45 dias e três meses. Em cabelos lisos, as extensões vão se soltar mais rápido. O procedimento pode custar entre R$ 200 e R$ 1.500, incluindo a mão de obra e as extensões.

Posso ficar mais tempo do que isso?

Não. Seus fios naturais vão crescer, e o peso das extensões pode fazer com que eles quebrem e até caiam. Se quiser continuar usando, é preciso fazer a manutenção.

Como cuidar

Deve-se lavar uma ou duas vezes por semana. O ideal é usar xampu diluído em água e aplicar com um borrifador, esfregar com os dedos e enxaguar. Jacy e Diva recomendam não usar óleos ou cremes (eles podem deixar o couro cabeludo muito oleoso). A secagem pode ser feita naturalmente ou com secador.

Estraga o cabelo?

Se tudo for feito direitinho, não. Existe uma lenda que o cabelo pode mofar ou quebrar com as tranças, mas isso acontece se você lavar demais, usar produtos inadequados e, principalmente, ficar com elas mais do que o tempo recomendado. Caso contrário, elas têm o efeito contrário.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Tudo Beleza
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
Blog da Sah Oliveira
Beleza
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Sah Oliveira
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
Blog da Sah Oliveira
Beleza
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Tudo Beleza
do UOL
Beleza
Topo