Relacionamento

Livre-se de 5 mitos sobre traição se quiser ser mais feliz no amor

Getty Images
Um dos mitos é que não se pode recuperar a confiança depois de trair; com honestidade, é possível zerar o placar Imagem: Getty Images

Do UOL

23/11/2017 04h00

O medo de ser traído costuma rondar os casais que escolhem se relacionar de forma monogâmica. Uma forma de afastá-lo das preocupações ao se relacionar com alguém é entender que, nesse assunto, não existem verdades absolutas.

Leia também:

Vamos aos mitos!

  • Quem ama de verdade não trai

    Muitas pessoas procuram relacionamentos extraconjugais por um simples motivo: desejo por outra pessoa, o que é normal e não significa falta de amor pelo par.

  • A traição destrói a confiança para sempre

    A confiança pode ser recuperada se houver amor e disposição para compreender os motivos que levaram a trair. Mas será preciso que ambos desabafem e expressem emoções, para entender como se abriu um espaço para o caso extraconjugal, e compreender o que o acontecimento significou (ou ainda significa para aquele que traiu).

  • Sexo é sempre a razão principal

    Pessoas não traem só por sexo. Carinho, compreensão, cuidado, intimidade, a busca por alguém que escuta e companheirismo podem estar entre as motivações, especialmente quando se trata de um caso duradouro.

  • Casais "grudentos" estão blindados contra traição

    Segundo pesquisa da Universidade Estadual da Flórida, nos Estados Unidos, publicada no fim de 2014, casais que fazem tudo juntos e que, mesmo longe fisicamente, sempre dão um jeito de estar em contato, podem recorrer a aventuras amorosas como uma válvula de escape.

  • Quem trai uma vez, trai sempre

    A traição pode ser resultado de uma circunstância, como o desejo por alguém que acabou de conhecer ou uma fase ruim do relacionamento. Isso significa que não necessariamente é um comportamento que irá se repetir. A pessoa que traiu pode rever seu comportamento ao se dar conta do tamanho do sofrimento que causou ao par e até nela mesma.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Fred Mattos
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Blog do Fred Mattos
Redação
do UOL
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Redação
EFE
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
"Fui marmita de traficante"
Blog do Fred Mattos
Redação
Topo