Sexo

"Traí meu namorado, descobri o sexo anal e não vivo mais sem"

Getty Images
Imagem: Getty Images

Thais Carvalho Diniz

Do UOL

22/03/2017 04h00

Apesar de ainda ser rodeado de tabus e preconceitos, o sexo anal é fonte de prazer para muitos homens e mulheres. A mineira Mônica*, 31, começou a praticar a modalidade há pouco mais de seis meses e garante: ele pode ser mais prazeroso do que o vaginal. 

A economista está em um relacionamento fixo há três anos, mas tudo começou em um "encontro com o 'ex' nas últimas férias". O resultado foi tão satisfatório, que ela decidiu procurar outro parceiro para se sentir realizada. "Já tentei com meu namorado, mas ele não tem a manha".

O medo da dor e o receio pelo órgão ser o canal de eliminação das fezes são as principais barreiras. Por isso, é importante respeitar os limites do próprio corpo. Entretanto, para Mônica, o prazer foi imediato e valeu o “incômodo”. Doeu, claro, e dói até hoje, mas desde a primeira vez o tesão é muito mais intenso. A dor se torna secundária.

Segundo a sexóloga Eliane Maio, professora-doutora em psicologia da UEM (Universidade Estadual de Maringá), no Paraná, a estigmatização do sexo anal é culpa da deseducação sexual, pois pouco se fala sobre os prazeres da prática, já que o local possui terminações nervosas e podem levar ao orgasmo. "Não preciso de outro estímulo. Apenas a penetração anal me faz gozar", fala Mônica.

A seguir, em depoimento ao UOL, a economista conta mais sobre a descoberta.

A primeira experiência foi com o 'ex'

"Gosto de sexo e sempre tive vontade de experimentar o anal. A oportunidade surgiu quando encontrei um ex-namorado meu. Estava um clima ótimo, um sexo delícia, e fui no embalo. Quando me dei conta, já estava acontecendo. E eu adorei."

"Meu namorado não tem a manha"

"Já tentei com meu namorado algumas vezes, mas ele realmente não tem a manha. Continuo tentando porque não consigo mais ficar sem. Mas acho que o auge do prazer com o anal também envolve um pouco do psicológico, algo como: 'com o namorado é o tradicional. Já com o amante, uma coisa mais selvagem'."

O auge do prazer é com o sexo anal

"Tenho um parceiro fixo para isso desde então. Não é o 'ex' da primeira experiência. Nos conhecemos em um site de encontros sexuais e o encaixe foi perfeito. Ele também é comprometido e bastante experiente no assunto." Me entreguei totalmente e, hoje, meu auge de prazer é com o sexo anal

"Não consigo mais ficar sem"

"Sempre que encontro o amante rola um anal delícia. Encontrei esse cara há pouco mais de quatro meses e, desde então, nos vemos ao menos uma vez por semana. Como disse, não consigo mais ficar sem."

"Mais intenso que o sexo vaginal"

"Mesmo após muitas vezes, ainda dói para penetrar. Mas depois que entra, é muito prazeroso. Meu orgasmo é muito mais intenso do que com o sexo vaginal. E não preciso de outros estímulo para chegar ao clímax --como masturbação do clitóris, por exemplo. Consigo gozar só com a penetração anal. Mas, claro, o contexto ajuda muito. É preciso carinho e muitos beijos quentes."

*O nome foi trocado a pedido da personagem.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
do UOL
Redação
BBC
Comportamento
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Comportamento
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Topo