Comportamento

Brasil lidera ranking de mortes de travestis e trans; um é morto a cada 48h

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL

09/01/2018 09h56

Em 2017, o Brasil contabilizou uma triste liderança mundial: se mantêm como o país em que se assassina mais travestis e transexuais homens e mulheres, segundo dados da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra).

Veja também

Apesar da queda destes casos nos últimos anos, segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB), a realidade é crítica: a cada 48h uma Travesti ou Mulher Transexual é assassinada no Brasil.

Reprodução/Antra
Imagem: Reprodução/Antra

Segundo o levantamento da instituição, em 2017, foram 179 mortes espalhadas por todos os estados do Brasil. Um mapa revela alguns dos nomes e localização dos crimes. Minas Gerais lidera a lista, com 20 mortes, seguido de Bahia (17) e São Paulo (16).

Segundo a Antra, 45% dos assassinatos de LGBT são de pessoas trans, essa parcela da população brasileira tem 9 vezes mais chances de ser morta, a expectativa de vida de uma Mulher Transexual ou de uma Travesti é de apenas 35 anos, 80% dos assassinos não tem ligação com a vítima e 95% destes assassinatos apresentam requintes de crueldade.

Transfobia no mundo

Um dos levantamentos mais completos destes crimes foi feito em 2015, com o Trans Murder  Monitoring, da ONG Transgender  Europe. De Janeiro de 2008 a Dezembro de 2014, foram 1356 mortes em 23 países das América Central e do Sul, 155 na Ásia, 112 na América do Norte, 94 em 14 países europeus, 9 em 4 países africanos e 5 em 4 países da Oceania. 

Neste período, o Brasil contabilizou 689 mortes, contra 194 no México e 108 nos Estados Unidos, os maiores em números absolutos.

Em 2017, este ranking não mudou. Enquanto o Brasil teve 179 mortes por transfobia, México teve 56 e EUA, 25.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

EFE
Redação
Blog Alto Astral
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
EFE
BBC
EFE
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Da Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
BBC
BBC
do UOL
Topo