Vida no trabalho

Como os colegas de trabalho enxergam você?

Getty Images
imagem: Getty Images

Descubra como o seu comportamento é visto pelas outras pessoas no ambiente profissional. O teste foi elaborado com a colaboração de Waldomiro Sesso Filho, psicólogo social com MBA em gestão de pessoas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas)

  1. 210

    Quais dessas características definem melhor você?

  • Getty Images

    Egoísta

    Suas respostas indicam que você não tem muita sensibilidade para perceber quando é necessário interagir com os colegas. Você fica tão preocupado com as próprias demandas que pode passar a impressão de ser uma pessoa egoísta. "Quem tem esse perfil está sempre fazendo alguma coisa muito importante que o impede de retribuir um favor recebido ou de se doar na relação de parceria que deve existir entre as pessoas de uma mesma equipe", afirma o psicólogo Waldomiro Sesso Filho

  • Getty Images

    Empático

    Ao que tudo indica, você mantém uma relação de equilíbrio com seus colegas de trabalho, o que faz com que eles o enxerguem como um amigo prestativo. "Ser empático significa entender a necessidade do outro e se colocar à disposição, de acordo com essa necessidade", afirma o psicólogo Waldomiro Sesso Filho. Só é preciso tomar cuidado para não se prejudicar ao tentar auxiliar os demais, assumindo tarefas que não são suas, por exemplo

  • Getty Images

    Focado

    De acordo com as suas respostas, você é visto como alguém sério, concentrado e que interage pouco. "Esse tipo de pessoa pode ser considerada pouco simpática, extremamente focada em suas atividades e mesmo fria. Mas, na verdade, é muito profunda e apenas não se envolve com facilidade", afirma o psicólogo Waldomiro Sesso Filho. De qualquer forma, enturmar-se mais com os colegas e deixar que o conheçam melhor pode ser uma maneira de desfazer essa má impressão

  • Getty Images

    Arrogante

    Suas respostas indicam que você quer demonstrar o tempo todo a sua superioridade perante os demais. "Quem tem esse perfil acaba minando a confiança da equipe e, muitas vezes, ainda coloca uma pessoa contra a outra", diz o psicólogo Waldomiro Sesso Filho. A motivação para agir assim pode vir da vontade de se destacar perante o gestor. Porém, a estratégia nem sempre funciona. "Tanto os superiores quanto a equipe podem achar que esse tipo de pessoa está querendo apenas chamar a atenção", afirma o especialista

Topo