Casa e decoração

Guia da lavanderia: como lavar, secar e passar cada tipo de tecido

Getty Images
Para cada tecido, uma recomendação diferente Imagem: Getty Images

Claudia Dias

Colaboração para o UOL

05/11/2017 04h00

A gente sabe (e entende) que, muitas vezes, dá aquela vontade doida de colocar todas as roupas sujas ao mesmo tempo na máquina de lavar para que a tarefa doméstica acabe de uma vez. Infelizmente, você já deve saber em que essa bagunça vai resultar: as peças vão estragar! Sim, porque cada tecido pede um tratamento diferenciado.

Para garantir uma vida útil maior aos itens do seu guarda-roupa, pedimos ajuda para a consultora de moda Thais Moretzsohn, que revela segredos de limpeza para lavar, secar e passar diferentes versões de tecido. Não tem mais desculpa para errar, hein?

Algodão

  • Lavar: como é um tecido maleável, lave as blusas de cores fortes com água fria e amaciante (para hidratar as fibras). Recorra à água morna para peças de tons suaves. Vale também lavar blusas de algodão à mão, evitando que o tecido desgaste com o tempo.
  • Secar: para evitar marcas, pendure a peça com a parte da gola para baixo. Dobre de 3 a 4 dedos da barra sobre o varal e prenda com dois prendedores em pontos mais centrais da roupa.
  • Passar: como o algodão resiste bem ao calor, é preciso usar bastante umidade do ferro a vapor.

Veja também:

Jeans

  • Lavar: acrescente um pouco de sal de cozinha e vinagre na máquina com água fria e sabão em pó para facilitar a limpeza das peças, geralmente pesadas. Para manter a cor, evite o contato com o sabão, lavando a roupa pelo lado avesso.
  • Secar: à sombra e virada ao avesso.
  • Passar: na temperatura alta e com bastante vapor.

Lã, linho e cambraia

  • Lavar: são tecidos que podem encolher, dependendo da forma como são lavados. Prefira usar água em temperatura baixa ou lavar a seco, em empresa especializada.
  • Secar: pelas fibras sensíveis, não devem ser expostos ao sol após a lavagem. Peças de linho e cambraia podem ser penduradas na vertical, enquanto as de lã, mantidas na horizontal, preferencialmente sobre uma bancada.
  • Passar: o calor do ferro tende a lacear tais tecidos, então melhor deixá-los longe desses aparelhos. Apenas certas versões de lã utilizadas em blazers e calças devem ser passadas em ferro de temperatura baixa e com a peça úmida.

Flanela

  • Lavar: é um tecido que acumula muita sujeira e, por isso, melhor optar pela água morna. Para hidratar a peça, coloque 1 colher (sopa) de glicerina ou amoníaco na água. Não torça a roupa; apenas a esprema. Caso contrário, perderá a sua textura.
  • Secar: à sombra.
  • Passar: como a flanela tem estrutura sensível ao calor, melhor usar o ferro numa temperatura baixa.

Lycra

  • Lavar: se quiser manter a elasticidade do tecido, lave-o à mão e utilize 1 colher (chá) de bicarbonato na enxágue. Se for necessário lavar na máquina, regule-a para um modo delicado e dispense o sabão em pó - o líquido é o mais indicado.
  • Secar: sempre à sombra e, de preferência, sobre uma superfície plana.
  • Passar: o tecido é supersensível, ou seja, pede temperatura de ferro muito baixa e movimentos rápidos para não queimar.

Poliéster

  • Lavar: se for usar a máquina de lavar, escolha o ciclo permanente (lavagem rápida, centrifugação lenta). Ou, então, opte por lavar à mão com água morna e sabão comum.
  • Secar: à sombra.
  • Passar: por ser mais rígido e resistente ao calor, use o ferro com temperatura alta, abusando do vapor.

Cetim

  • Lavar: tecido leve e delicado, pede lavagem à mão e água fria.
  • Secar: pode ser ao sol, mas melhor pendurar as peças em cabide, já que os prendedores podem marcar o tecido.
  • Passar: com temperatura baixa e sempre com uma toalha entre o tecido e o ferro.

Veludo

  • Lavar: é um dos tecidos mais fáceis de limpar. Basta passar uma escova limpa umedecida em álcool por toda a peça para mantê-la sempre livre de sujeiras. "Não se recomenda lavá-lo muito, para não quebrar suas fibras. Se for inevitável, lave à mão, com sabão neutro e não torça a peça, para evitar marcas", pontua a consultora.
  • Secar: à sombra e, de preferência, sem prendedor para não marcar.
  • Passar: levemente umedecido e pelo lado avesso.

Crochê, tricô e fibras naturais

  • Lavar: nunca coloque em máquinas de lavar. A recomendação é lavar sempre à mão.
  • Secar: apenas na posição horizontal, sem pendurar.
  • Passar: não devem ser passados. Dica extra: para guardar, é necessário dobrar as peças - e nunca pendurá-las. Caso contrário poderá alargá-las.

Renda

  • Lavar: só pode ser lavado à mão e de forma delicada. Use sabão em pedra, enxágue em água corrente e repita mais três vezes, sem aplicar força.
  • Secar: à sombra.
  • Passar: cubra a peça com papel de seda ou musselina e, ao passar o ferro, faça movimentos laterais para não romper os pontos da renda.

Plissado

  • Lavar: utilize sempre água fria, sabão de coco ou um detergente neutro. Em hipótese alguma torça a peça, pois pode danificá-la. Use amaciante, que garante manter o balanço do tecido.
  • Secar: no cabide, à sombra.
  • Passar: dê preferência ao ferro a vapor e com temperatura morna. Passe com delicadeza, sem força, para não estragar o plissado.

Estampado

  • Lavar: para evitar que desbotem ou absorvam cores de outros tecidos, dê preferência para produtos neutros e suaves na máquina.
  • Secar: à sombra.
  • Passar: pelo lado avesso. Por serem emborrachadas, as estampas pedem ferro em temperatura baixa.

Cuidados mais que especiais

  • Couro e camurça: não é aconselhável lavar peças com essa composição em casa, já que são muito sensíveis e pedem cuidado extra. Melhor procurar um profissional de confiança ou empresa especializada que saiba manusear a roupa.
  • Paetê: opte por lavar a seco, que é um processo que limpa a roupa sem água. Procure uma empresa especializada.
  • Bordados: polvilhe o tecido com magnésia em pó (óxido de magnésio) e deixe agir por várias horas. Depois, basta sacudir para tirar o pó. Se for necessário, repita a operação até retirar toda a sujeira. "Não é recomendado lavar tecidos bordados. Se não tiver como evitar, lave na máquina em modo delicado", indica Thais.
     

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Casa e Decoração
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
BBC
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
Folha de S.Paulo
Topo