Comportamento

Estas perguntas vão dizer se você já superou o pé na bunda

Getty Images
Coração remendado, coração quebrado Imagem: Getty Images

Carolina Prado e Gabriela Guimarães

Colaboração para o UOL

08/10/2017 04h00

Terminar um namoro nunca é fácil, nem mesmo quando é você quem toma a iniciativa. Mas, cá entre nós, levar um pé na bunda é ainda mais difícil: nossa autoestima leva uma rasteira. E o tempo de recuperação varia, tem sempre um tempo de luto para superar um capítulo ruim da nossa biografia. Para saber se o fora que levou é coisa do passado, responda a estas oito perguntas:

1. Estou pronta para namorar de novo?

Depois de terminar uma relação, é saudável ficarmos um tempo sozinhas. Sair com amigos e até conhecer outras pessoas faz parte do processo de superação. Se pintar alguém, você deixa rolar e analisa, com o tempo, se está pronta para amar e ser amada novamente. É superimportante estar bem consigo, ainda que isso signifique estar só. Do contrário, há chances de entrar, sem perceber, em ciclos viciosos de relacionamentos ruins.

2. O que sinto quando imagino ele (ou ela) com outra pessoa?

Estar pronta para ver o outro acompanhado é uma das maiores provas de superação. É quando você percebe que pode até gostar da pessoa, mas não quer mais ela ao seu lado. Agora, se a ideia de que seu lugar foi ocupado é dolorosa, pode ser um grande indício de que essa perda ainda não foi bem digerida.

3. Eu consigo fazer planos?

Pense no seu dia a dia: você ainda inclui o ex no seu futuro, com esperança de que volte? Parou todos os seus projetos porque não consegue pensar em outra coisa que não seja o antigo amor? Se a resposta foi “sim” para uma ou para as duas perguntas, talvez ainda não esteja de boa com este término.

4. Consigo me lembrar do término sem sofrer?

Quando a gente não supera um pé na bunda, pode ter reações negativas diante de algumas situações que fazem lembrar o término. Até mesmo com novos relacionamentos. Por exemplo, quando o ficante quer aprofundar a relação, mas o medo de repetir a situação anterior aparece e faz você travar. Nesse caso, você ainda precisa se recuperar do impacto do fora na sua autoconfiança.

5. Me relaciono bem com os amigos que tínhamos em comum?

Como fica a vontade de querer perguntar para eles o que se passa na vida do ex? E o risco de dar de cara com ele em um evento com a turma? Se essa questão estiver tranquila dentro de você, parabéns, você superou. Mas se ainda for uma pedrinha no sapato, talvez seja uma boa ideia evitar estes amigos temporariamente, até que a dor passe.

6. Eu ainda acho que a culpa pelo término é só dele?

Ao olhar para dentro com franqueza, enxergamos nossa parcela de responsabilidade em qualquer situação, inclusive em um pé na bunda. Não é uma questão de jogar a culpa no outro ou se culpar, mas constatar que o relacionamento é construído a dois. Isso não só alivia a raiva que sentimos do ex, como nos leva a aprender e evitar certos comportamentos no futuro.

7. Estou irritada com o término?

Se você está com dificuldade em aceitar um rompimento, pode ficar mais alterada emocionalmente. Isso se mostra em forma de irritação, agressividade, alterações rápidas de humor, insônia, melancolia e até depressão, dependendo do caso. Para entrar no seu eixo novamente, uma ajuda profissional pode ser bem-vinda.

8. Tenho seguido ele nas redes sociais?

Se ainda fica de olho nas curtidas em fotos dele e nas novas postagens é sinal de que há algo a ser superado. Se necessário, não se receie de bloquear e deletar o ex das redes, inclusive do WhatsApp. Isso vai facilitar o processo de superação.

Fontes: Avany Cardoso Leal, psicóloga e professora da Universidade Anhanguera. Maria Angélica Falci, psicóloga clínica especialista em Saúde Mental. Maxuel Matos, psicólogo. Poema Ribeiro, psicóloga especialista em terapia familiar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
"Fui marmita de traficante"
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Topo